10 de jul de 2011

Gatos Encantados – Pro que der e vier... Comigo!

De volta ao Mundo Real, hoje, 10 de julho, fomos ao Parque!

Antes de começar o relato, gostaria de registrar a nossa imensa tristeza com a morte do Alencar, um gatinho de 10 anos que foi resgatado pela Kátia, com uma sarna muito severa (poucas vezes vista). A Kátia cuidou dele, deu amor, carinho e ele se tornou um lindo gato amarelo. Ontem de noite, jogaram veneno por cima do muro (com mais de 3 metros de altura) e o Alencar e o outro gatinho, o Tripé, foram envenenados. Apesar de terem lutado muito pela vida, perderam a batalha para a maldade humana. Kátia, querida, lamentamos muito e nos sentimos envergonhadas por fazermos parte de uma espécie tão cruel.

Bem... voltando ao relato:


Decidimos ir primeiro para o Parque.


Clique na setinha para ler o relato ouvindo uma música especialmente escolhida para hoje!


Depois de tanto tempo, podermos entrar lá para cuidar dos gatos como sempre fazemos e poder divulgar isso, nos deixou ansiosas para fazer fotos, filmes... e poder contar tudinho pra vocês.


Fomos direto para o Reduto. E lá começamos a nossa montanha-russa de emoções!


No meio do caminho, vimos um gato!
Paramos o carro para ver quem era...

Era a
Tricolor Esmaecida!

Há muitos meses não a víamos!
Ela ficou no meio do mato e colocamos um potinho de ração especial pra ela.
Deu pra tirar umas fotos e percebemos que ela está linda demais!
Bem gordinha e com a pelagem lindíssima!

Tricolor Esmaecida (e isso é nome que se dê a uma gata???)

Está lindona!!!!!!!!!!!

No Reduto, os gatos vieram ao nosso encontro, claro...

Vídeos da nossa chegada

Ainda no reduto

Mamãe da Filhota, Filhota da Mamãe, Patynho, Pancinha, o Pretinho que só como ração seca, Linda Irmã e o Gooordo.
Até a Sialatona estava lá.
Mas Sophie não apareceu... nem a Sialatinha...

Chamamos pela Sophie exaustivamente. O coração batia no pescoço e nenhum sinal de Sophie nem da Sialatinha.


A Sialatinha, nós já esperávamos a demora. Mas Sophie??? Nunca!

Ela sempre estava lá!
Perturbadas com a ausência de Sophie, eu fui preparar o Banquete e Sônia foi percorrer o parque chamando por elas.

Nada... Nem Sophie nem Sialatinha...

Mas continuamos chamando por elas!


Os gatos se deliciavam no Banquete como se fosse um dia normal.

Para eles, um dia normal... banquetão delicioso!

Hoje, recebi ajuda da Filhota (claro) e da Sialatona! Que se atreveu a subir na “mesa” e ajudar a Filhota a me atrapalhar no preparo do Banquete.

Filhota da Mamãe e Sialatona (que coisa, gente!!!)
Cadê o nosso????
Enquanto comiam, Linda Irmã aceitou carinhos... a Mamãe aceitou carinhos... e Patynho QUASE aceitou carinhos!

Fui, então, preparar o Banquete da Colônia Tigrada. O coração em frangalhos, as mãos trêmulas, uma angústia imensa... Mas fomos cumprir a “programação”.

Banquete pronto, partimos para a Colônia Tigrada.
Chamando por Sophie e Sialatinha o tempo todo... sem nenhum sinal delas!

Sialatona foi ciceroneando a Sônia. Se enroscando nas pernas, brincando de fazer “croquete”.... uma graça!

Sialatona mostrando o caminho
Sialatona rolando que nem "croquete"

Mas nossos corações estavam pesados.

Os Tigrados foram se chegando... Narizinho não apareceu.
Mas a Trairinha e mais quatro tigrados se fartaram no banquete.

Banquete dos Tigrados

De repente, vimos um gato de longe... Preto e branco e peludo!
Com um rabo bem peludão e cheio! Lindo!
Por alguns minutos, achamos que se tratava do Vaquinha-Pai... a mesma carinha! O mesmo desenho preto e branco da carinha!
Fomos atrás, mas ele desapareceu. No momento em que ele fugia, descobrimos que não era o Vaquinha-Pai... Faltava a pontinha branco no rabo...
Perguntei para o segurança da casa de show sobre o gato. E ele disse que tem dois gatos lá por trás. Um amarelo de pelo curto e esse preto e branco.

Nós já tínhamos visto o amarelinho... e, de relance, o segurança do Parque viu o vaquinha... Esses dois ainda não estão castrados e não temos fotos deles... por enquanto!

Enquanto procurávamos o gato vaquinha, vi uma gatinha preta se aproximando...

Era SOPHIE!!!

Eu balbuciei que Sophie estava chegando e Sônia nem se deu conta!

Até que Sônia compreendeu o que eu falava... e Sophie foi para o colo!

Ganhou amassões e muitos beijos!

Amassa, amassa...

Esfrega, esfrega

Pelo que entendi, Sophie estava lá para os lados da Frente do Parque. Certamente não ouviu o nosso chamado...

O coração acalmou!

Voltamos para o Reduto, na esperança de ver a Sialatinha por lá, como na semana passada... Mas, que nada!Nem sombra da pequenina.

Sophie foi nos acompanhando até lá e ficou no seu Reduto, junto com os seus companheirinhos.

Quando voltamos ao reduto, os gatos estavam pegando... SOMBRA!!!!

Preparei o Banquete dos gatos da Frente do Parque e decidimos dar a volta pelo outro lado do Parque, pra tentar ver o gato amarelo e o Vaquinha...

Aí, de repente, um gato passou na frente do carro!

Num primeiro momento, achei que fosse a Sialatona... O gatinho subiu na muretinha colada ao muro e miou... Olhamos melhor...

E era a SIALATINHA!

Muito magrinha, debilitada... miando muito...

Sialatinha pedindo nossa ajuda

Colocamos um pouco do Banquete num pote e fomos levar pra ela.
Por incrível que pareça, ela não fugiu!
Cheirou a comidinha e deitou ao lado do pote, miando... e foi parando de miar, fechando os olhos...

Ela não quis o banquetinho...

Eu achei que ela estava morrendo! Que tinha aparecido para se despedir da gente! E chorei...

Sônia, mais forte que eu, abriu um pote de pastinha e colocou em outro potinho perto e ela se animou a comer um pouquinho.


Aí, como num sonho, Sônia acariciou a Sialatinha... que miou de novo.


Decidimos que ela não ficaria mais ali!
Ela precisava de atendimento veterinário com urgência! Tínhamos que tentar!


Lembramos que não estávamos com a caixa de transporte no carro... e vi uma caixa de papelão. Corri para esvaziar a caixa e Sônia fez um gatilho para prendermos ela!


Juro que achei que não conseguiríamos pegá-la. Mas Sônia voltou para perto da pequena e fez carinhos... ela aceitou... e Sônia a pegou e colocou dentro da caixa de papelão!


Ela estava tão fraquinha, que não reagiu... ficou quietinha...


E, com a Sialatinha no carro, corremos para colocar o Banquete dos gatos da Frente do Parque.

Sônia ficou no carro e eu fui correndo servi-los.
Vi a Gordinha, Melancia e Pio de um lado e vi o Junior, Cabeção e Branquinho do outro lado!


Não fotografei nada... Tínhamos que passar na Cidade Fantasma ainda!


Dentro do Cafofo tinha uma caixa de transporte para onde transferiríamos a Sialatinha.

Sialatinha já transferida da caixinha improvisada

O consumo do Cafofo foi TOTAL! Não sobrou um grão de ração!

Às pressas, reabastecemos o Cafofo e partimos com a Sialatinha para o veterinário!

No caminho, Sialatinha comeu mais um pouquinho de ração úmida e deitou... Miou bastante, se deixou acariciar... e fez a viagem calma.


Fomos direto para a clínica veterinária.

E a nossa Sialatinha está com icterícia, mas ainda não sabemos o porquê.
Amanhã de manhã ela fará exames.
Por enquanto, ela foi medicada por procedimento padrão e se alimentou um pouquinho!

O corpinho está aqui...
... o rostinho está aqui

Por tudo isso, tivemos a certeza que a Sialatinha foi nos pedir ajuda. Ela atravessou na frente do carro para que a víssemos. Para que a salvássemos.

Não sabemos o que vai acontecer. Isso nos angustia muito.
Mas ela aceitou todos os nossos carinhos enquanto esperávamos o atendimento e ficou no meu colo até ser colocada, por mim, na gaiolinha de internação.


Sialatinha querida, muito obrigada pela confiança em nós que você demonstrou!
Não sabemos se vamos conseguir salvá-la... Mas tudo o que você precisar, será feito. A clínica veterinária está autorizada a fazer todos os procedimentos necessários para ajudá-la.

Sialatinha internada... e nós na torcida!!!

E, por amá-la tanto, dedicamos essa linda canção pra você:

Mais uma oportunidade de ouvir a canção especialmente escolhida para a Sialatinha; basta clicar na seta.


Dia Branco

Composição: Geraldo Azevedo/ Renato Rocha


Se você vier

Pro que der e vier

Comigo...


Eu lhe prometo o sol

Se hoje o sol sair


Ou a chuva...

Se a chuva cair


Se você vier

Até onde a gente chegar

Numa praça

Na beira do mar

Num pedaço de qualquer lugar...


Nesse dia branco

Se branco ele for

Esse tanto

Esse canto de amor

Oh! oh! oh...


Se você quiser e vier

Pro que der e vier

Comigo


Atualização em 11/07/2011 - por Sônia

Fui visitar a Sialatinha. Confesso que estava com medo de não encontrá-la mais por aqui... mas encontrei.

Ela inspira muitos cuidados e não sei se vai sobreviver; ela não está bem. A tempratura baixou muito (36,5) e foi colocado colchãozinho térmico.

Foi coletado sangue para exame e ela já está sendo medicada preventivamente. Os veterinários preferiram não colocá-la no soro. Como ela está bastante anêmica, o soro pode piorar sua situação.

Quando chegarem os resultados do exame, se o hematócrito estiver muito baixo, será feita uma transfusão (já está tudo autorizado).

Hoje ela não quis comer, só forçada. Meu coração está apertadíssimo... dá uma tristeza profunda, mas sabemos que não somos onipotentes. Somos limitados e fazeremos por ela tudo o que estiver ao nosso alcance.

Na visita, fiz bastante carinho e falei para ela que não a abandonaremos até o fim...

Nova atualização em 11/07/2011 - por Sônia

Pouco depois de chegar m casa a veterinária me ligou da clínica. Claro que meu coração veio na boca, mas ela só queria pedir que eu já levasse um gato doador de sangue para ser feito o teste de compatibilidade. Mais uma vez, quem nos socorreu foi o Naruto, gatinho da minha irmã Celina.
Estou só esperando o resultado do teste.
Torçam para ser compatível...
De qualquer forma, já temos outro gato na fila, o Vandercleison (adoro esse nome), da queridona Teresa.
Nada como ter amigos!!!!!!!!!!!!! Não temos palavras para agradecer!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização 20:30h - por Sônia

Há uma hora soubemos que o sangue do Naruto era compatível com o da Sialatinha. Corri com ele para a clínica para ser feita a transfusão.

Quando cheguei na clínica, os exames da Sialatinha também estavam lá. O hematócrito estava baixíssimo e havia umas células esquisitas (nem sei explicar direito) que mostram que a leucemia já atingiu a medula.

A veterinária falou que não faria sentido fazer a transfusão, pois o quadro é irreversível. Que não deveríamos estressar, sem motivo, um gato saudável...

Mas nós prometemos à Sialatinha que faríamos tudo... e tudo inclui a transfusão...

Não poderia autorizar a eutanásia sem fazer o tudo que prometemos.

Foi coletado o sangue e iniciada a transfusão; o prodecidmento dura em torno de uma hora e eu precisava trazer o Naruto de volta para casa.

Naruto e seu pescocinho raspado - obrigada, bebezão!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Passei a mão na cabeça da Sialatinha e falei que estava ali, como havia prometido. Eu tenho certeza que ela entendeu.

Conversei com a veterinária e, caso ela entre em sofrimento, a eutanásia está autorizada. Nossa proposta, no projeto, é não permitir que os nossos Encantados sofram.

Sabemos que muitas pessoas são contra a eutanásia; sabemos que, com essa decisão, perdermos o apoio de muitas pessoas. Mas temos que nos manter firmes na nossa decisão: os Encantados não vão sofrer.

Agradecemos a oportunidade que tivemos de dar um fim digno à Sialatinha; ela não vai sofrer, não vai morrer no frio, com falta de ar (que é o que acontece em anemias severas)...

Se ela estiver aqui, ainda, amanhã, às 10 horas estarei lá fazendo carinho na nossa bichinha... se não estiver, que tenha partido em paz...

Obrigada a todos, amanhã dou notícias.. agora só posso chorar.

Atualização em 12/07/2011- manhã - por Sônia

Dez horas, como planjado, fui na clínica ver a Sialatinha. Não sabia se ia encontrá-la ou não... não tive coragem de telefonar antes.

Ontem, no fim da noite, Angela telefonou e soube que a transfusão tinha dado um "up" nelazinha. Ainda temos a esperança de as células estranhas que apareceram não sejma indicativo de que a FeLV atingiu a medula. Afinal, ainda nem a testamos e não confirmamos que ela tem FeLV, não é? Não vamos testar agora, as despesas já serão enormes e os cuidados serão os mesmos caso o teste dê posiivo ou negativo.

Bem, chegando na clínica, quis logo subir para vê-la. Levei franguinho cozido desfiado. Coloquei só um pouquinho, porque pensei que ela nem ia comer. Engano meu: comeu tudo e tive que colocar o resto. Acho que levei pouco frango (hehehe); mais tivesse dado, mais teria comido. Ela comeu bem a ração seca, também... o potinho estava quase vazio, já.

Enfim, mais um dia de luta e de torcida para a pequenina. À noite, 21h, faremos nova visita, eu e Angela e traremos mais notícias.

Por enquanto, apreciem o apetite da menina.

12/07/2011 - Sialatinha e seu apetite

Atualização em 12/07/2011- noite - por Sônia

Fomos, eu e Angela, fazer a visita noturna (21:00h).

Levei mais franguinho e, novamente, devorou tudo (detalhe: roronronando). O colchão térmico foi desligado para poderem checar se ela está mantendo a temperatura... e está; isso é ótimo!!!

Amanhã, será feito mais um hemograma para checar como anda o hematócrito. A medicação inicial continua a ser administrada.

Se ela continuar assim, no início da próxima semana virá para meu apartamento para continuar com a medicação via oral. Só preciso de um tempinho para levar os bebês que estão aqui para outro lar temporário. Assim, terei espaço para a bonitinha.

Pedi para a recepcionista nos mostrar os custos até o momento, para acertarmos as continhas até hoje: R$ 700,00. Já havíamos feito um depósito e o pagamento do teste de compatibilidade sanguínea; então, pagamos a diferença. Em breve faremos uma rifinha de emergência para poder cobrir esses custos, já que pagamos tudo com cartão de crédito (à vista, não há parcelamento) para ganhar um tempinho.

Até domingo, acredito que o custo total será de uns R$ 1.300,00. Mas vê-la melhor NÃO TEM PREÇO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 13/07/2011 - por Sônia

Fui visitar a Sialatinha de manhã. Hoje não poderei ir à tarde.

Ela está bem, mantém a temperatura e o colchão térmico já foi retirado. Hoje de manhã, foi coletado sangue para novo hemograma. Vamos torcer para estar tudo melhorzinho.

Conversei com a Fran, que foi a veterinária que fez o primeiro atendimento e ela falou que existe uma possibilidade (pequena, mas existe) de o aparecimento das tais células não significar que a FelV atingiu a medula. Então, a esperança creceu um pouquinho.

Até o fim de semana, levarei os bebês (que estão no meu apartametno) para um outro lar temporário e, se tudo correr bem, a Sialatinha vem para cá até o dia de ir para a Terra dos Gatos Encantados.

Atualização em 14/07/2011 - por Sônia

No horário de visita da clínica, eu já estava lá de plantão (hehe), com o franguinho cozido da Sialatinha.

Ela nem comeu muito, porque já haviam colocado um potinho com ração úmida (e ela deve ter enchido a pancinha).

Ela me pareceu bem, animadinha e tal. O hematócrito subiu para 15 (estava 8 e o normal é 24), mas isso pode ter sido resultado somente da transfusão. Ainda aparecem aquelas células esquisitas. Vamos esperar o novo exame de sangue que deve ser feito em alguns dias.

Ela continua tomando a medicação preventiva para Mycoplasma (conhecido anteriormente como Haemobartonella felis); apesar de não ter sido feito exame específico, essa seria a única outra razão para essa anemia tão severa que não a FeLV.

Há dois dias ela tomou uma outra medicação injetável à base de ferro que só precisa ser reaplicada a cada 14 dias; assim, não precisamos ficar dando mais medicação via oral, o que estressaria demais a lindinha.

Enfim, agora é esperar e ver como o organismo vai reagir... o que pode ser feito está sendo feito, emana que vem ela virá para meu apartamento para saber o que é ter carinho. Se conseguirmos fazer isso por ela, já será uma vitória!

Atualização em 14/07/2011 - noite - por Sônia

Hoje eu não havia planejado ir à noite, mas já que estava na rua fui, né?

De manhã, ela comeu um pouco de franguinho, mas não todo. Agora à noite, a veterinária me disse que ela não quis comer o dia todo e foi feia alimentação forçada. Isso não é um bom sinal.

Resolvi "brincar" um pouco com a ração seca e ela comeu um pouco. Eu ão levei franguinho porque estava na rua direto, mas eles têm sempre franguinho cozido na clínica. Trouxeram eu eu coloquei um tanto para ela (uma tantinho bom hehehe) e ela comeu tudinho. Coloquei mais um pouquinho e ela ainda beliscou...

Estou muito preocupada, pois agora começaremos a saber como ela vai reagir. Ou o hematócrito vai baixar de vez ou vai normalizar. No sábado será feito novo hemograma e vamos ver o que acontece. Espero que ela possa passar uns dias aqui comigo recebendo dengo.

Atualização em 15/07/2011 - por Sônia

Fui visitar "nossa" menina. Levei um pouquinho de ração fit 32 e frango... os gatitos costuma gostar.

Na gaiolinha já tinha um pote de ração seca (com um vazio no meio), um pote de ração úmida (já vazio) e um pote com frango cozido e desfiado. Parece hotel 5 estrelas!!!

Pedi para guardarem o franguinho que levei na geladeira e coloquei um pouco da ração seca que levei. Ela até comeu um pouco, mas acho que já estava de barriguinha cheia!!

Ela me pareceu animadinha... oba!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 16/07/2011 - por Sônia

Hoje não fui à clínica de manhã. Fui levar os babycats que estavam aqui em casa para o novo lar temporário (no apartamento da Mari, que adotou o ex-bebê Robin, hoje Feijão) e, de lá, fomos direto para o parque. Assim, consegui uma vaguinha na "enfermaria" aqui de casa (hehehe).

No retorno do parque fomos, eu e Angela, visitar a fofinha. A veterinária disse que ela não quis se alimentar e teve que administrar alimentação forçada. Isso nos preocupa demais!!! Levamos um sachezinho (estávamos na rua e não deu para levar franguinho cozido) e ela bebeu todo o caldinho, mas não quis comer (mas lamber toto o caldinho é bom sinal).

Amanhã vamos viajar para ver a obra. Houve duas semanas de chuvas e a coisa atrasou um pouco, mas agora vai voltar a andar. Antes de viajar, vou visitá-la, levar franguinho e fazer um dengo (pouco, porque ela não gosta).

Saberemos o resultado do hemograma que foi feito hoje e teremos uma noção do que esperar daqui para a frente. Dependendo da hora que voltarmos da viagem, já pretendo trazê-la para cá. Se chegarmos tarde, só poderei buscá-la na segunda-feira.

A cat caverna já está limpinha e organizada (maridão me fez essa surpresa: quando cheguei do parque pronta para lavar tudo, já estava tudo limpinho), pronta para receber a bonitinha.

Atualização em 17/07/2011 - por Sônia

De manhã, antes de viajarmos para ver o andamento da obra da Terra dos Gatos Encantados, passamos na clínica para visitar a Sialatinha.

Estava nervosa para saber o resultado do hematócrito (contagem de hemácias). Infelizmente, ele baixou de novo e continuam aparecendo aquelas células estranhas. Isso significa que, realemte, a FeLV atingiu a medula...

Com essa bomba sobre a cabeça tivemos que viajar... deixei tudo acertado para buscar a Sialatinha à noite, como planejado.

20:30 busquei a pequena e ela já está bem instalada aqui na "cat caverna", onde terá todo o conforto e amor que eu possa oferecer. Como foi prometido, para o que der e vier... COMIGO!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 18/07/2011 - por Sônia

Ontem à noite coloquei várias guloseimas para a Sialatinha: franguinho cozido bem desfiadinho, ração úmida e ração seca. Afofei bastante a bichinha (acho que ela já está se acostumando) e a deixei dormir tranquilinha.

Hoje de manhã, pensei: agora vou ter que recolher toda aquela comida, senão vai ficar podre. Abri a Cat Caverna e... CADÊ A COMIDA QUE ESTAVA AQUI???? A GATA COMEU!!!!!!!!!

Ai, gente, fiquei tããão feliz! Ela comeu todo o franguinho, toda a ração úmida e um moooonte de ração seca.

Dei o remedinho da manhã e tratei de repor as guloseimas. Ela está comendo bem. Além da ração seca e do franguinho, comeu quase uma lata de a/d. É só colocar no dedo que ela come tudo. Uma fofa!

Denguei a bichinha o dia todo: antes de ir para o trabalho e no retorno. Ela ameaçou amassar pãozinho e já deu uma cabeçada na minha mão.

Ela está bem e eu estou feliz!!!

Atualização em 19/07/2011 - por Sônia

Mais um dia de luta da pequenina e mais um dia de vitória. A bonitinha comeu bem e me parece confortável. Feliz, acho que não, porque ela está acostumada a viver ao ar livre e está em um banheiro (todo ajeitadinho para ela, mas, ainda assim, um banheiro).

Não há muita coisa a fazer, só dar a medicação na hora correta e dar dengo, muito dengo (mas não fico pegando demais, não, porque ela não gosta; só faço um carinho de leve e converso com ela).

Amanhã ela receberá visita. A Maris, que trabalhou no parque, vem vê-la! Que gesto carinhoso dela conosco e com a Sialatinha, viu?

As pessoas têm sido bastante solidárias e isso nos anima. Também têm comprado números da rifa; já vendemos a metade (esperamos vender toda até dia 5 quando vence o cartão de crédito hehehe). A despesa total da clínica foi de R$ 1.112,40 e ainda vamos precisar comprar muitas latas de a/d, pois ela vai comer uma por dia. Não precisamos comprar mais medicação, pois a que foi comprada enquanto ela estava na clínica foi suficiente.

Então, pedimos que ajudem a divulgar nossa rifinha, porque estamos com um "pequeno" rombo no orçamento. Além disso, temos todas as despesas do dia a dia.

Atualização em 20/07/2011 - por Sônia

Nossa bonequinha é, realmente, uma guerreirinha, viu? Passou o dia bem, apesar da anemia. Comeu bastante franguinho e bastante a/d, além de suplemento vitamínico.

Ração seca não quis; mas, com tanta gostosura, ninguém ia querer mesmo, né?

Nada de muito novo, mas ganhamos mais um dia de dengos e ronrons!!!!!!!!!!!!!!!!

Hoje, recebemos a visita da Maris Sales. Ela trabalhou no parque e nunca deixou de ter contato conosco. É apaixonada por animais e adotou um Encantado, também, o Seu Jorge. Ela me disse que estava preocupada de encontrar a Sialatinha toda ruinzinha e que ficou feliz por vê-la esperta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 21/07/2011 - por Sônia

Mais um dia feliz!! A menina comeu direitinho, mesmo!

Hoje, a levai para passear no terraço (todo telado, igual a uma gaiola!). Ela estranhou, mas deu uma voltinha e deitou atrás de um vaso. Ai, como me deu saudades de vê-la lá no parque toda espertinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Está tudo bem e aproveitamos cada dia que temos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 22/07/2011 - por Sônia

OK, sei que já é dia 23, pois passou da meia-noite hehehe... mas aproveitei que maridão não foi trabalhar (ele é músico e trabalha quase todas as noites) e fomos dar uma voltinha...

Sialatinha passou mais um dia muito bem! Comeu como um dragão (uei essa frase no facebook e o pessoal gostou)!!!!

Hoje, não teve passeio no sol, pois o dia foi chuvoso; não teve um minutinho de sol por aqui. Cheguei da rua e, como sempre, a primeira coisa que fiz foi ver se a bonequinha estava bem. Sempre chego em casa com o coração na boca. Tadinha da bichinha! Estava dormindo confortavelmente a acordou com a luz na cara.

Enfim, é isso: mais um dia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 23/07/2011 - por Sônia

Hoje o dia não foi tão bom quanto aos anteriores. A Sialatinha não quis comer sachê, nem franguinho desfiado.

A Josi, querida demais, nos mandou água benta... apesar de não praticar qualquer religião, respeito todas e acredito que tudo que é feito com o coração aberto só pode fazer bem. Então, dei para ela beber e passei um pouco em seu corpo. Além disso, a Cristina, também querida demais, tem aplicado Reiki à distância.

Durante o dia, consegui que ela comesse a/d lambendo no meu dedo. No fim do dia, a achei muito abatidinha.

Peguei-a no colo, abracei, dei beijo e conversei muito com ela. Falei que ela é muito amada e que, se estiver em sua hora, que ela se vá... que sua energia se misture a de tantas outras criaturas queridas que estão ao nosso redor.

Espero que ela ainda possa ter uma semana de muito dengo e vou fazer tudo para isso. Vou acarinhá-la, alimentá-la e tentar passar um pouco de paz. Infelizmente, sabemos que é questão de tempo... mas que o tempo que ela tenha pela frente possa compensar qualquer sofrimento pelo qual ela tenha passado.

É isso: mais um dia aqui, mais um dia de amor...

Atualização em 25/07/2011 - por Sônia

Ontem fomos levar bebeias pretinhas para os adotantes e depois fomos ao parque. Cheguei muito cansada e não consegui dar notícias da nossa princesa.

Gente, ela não está muito bem. Parou de comer há uns dois dias e está sendo alimentada com seringa.

Ainda reage... um pouco. Hoje, novamente, a levei para pegar sol no terraço por alguns minuto. Ela até deu uns passinhos e cheirou o ar.

Foi lindo ver o vento soprar seus pelinhos! Fiquei muito triste, pois estou vendo que ela está enfraquecendo.

Eu falo com ela o tempo todo, dou beijo, carinho e só choro quando saio de perto dela. Quero que ela sinta tranquilidade.

Estamos perdendo nossa menina, mas ela vai me mostrar, com o olhar, o que fazer.

Atualização em 27/07/2011 - por Sônia

Ontem a Sialatinha passou a manhã no terraço. Pegou sol, andou um pouquinho e ficou deitadinha a maior parte do tempo.

Quando começou a ventar, entrei com ela para deixá-la confortável. A rotina foi igual: medicação na hora certa, alimentação de 2 em 2 horas e dengos sem hora certa.

O dia foi bom, mas ela está fraquinha, mesmo. Mas ainda faz xixi e cocô na caixinha e ainda me olha fundo nos olhos.

Decidimos fazer uma nova transfusão de sangue. Sabemos que só retardaremos sua partida, mas ela não aparenta sentir dor ou desconforto. Não come sozinha, mas não cospe a a/d que dou na seringa. Descobri que ela gosta de requeijão. Além do suplemento vitamínico (que ela também gosta), o requeijão é a única coisa que ela come com vontade. Então, a cada seringa de a/d, dou um pouquinho de requeijão na colher.

O Naruto não pode doar sangue, pois doou há pouco tempo. Então, dessa vez, o doador foi o Vandercleison, gatão lindão da Teresa (obrigada aos dois!!!!!!!).

Esse é o Vandercleison, gatinho tirado das ruas pela Teresa. Obrigada!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Primeiro, deixei nossa bonequinha na clínica e depois fui buscar o gatão. Quando ele chegou, estávamos programando fazer o teste de compatibilidade, mas a Sialatinha estava tão fraquinha que a veterinária (as duas veterinárias) acharam melhor fazer a transfusão sem teste, pois ficaram com medo de não dar tempo e o risco de fazer a transfusão sem teste era menor do que o de esperar até à noite.

Eu queria vê-la antes da transfusão, mas me pediram para não ir porque ela podia se agitar. Imaginem como fiquei, né? E se acontecesse algo durante o procedimento e eu não tivesse mostrado que estava ali com ela???

Transfusão feita, pude vê-la. De novo, ela me olhou no fundo dos olhos e falei que eu estava ali, que não a havia abandonado. Agora, serão dois dias de observação na clínica e eu torcendo para poder dar mais uns dias de sol para ela.

Mais tarde vou lá vê-la e levar sua medicação. Conversei muito com as veterinárias e mais uma vez falei para elas que não deixem a pequena sofrer. Elas me entenderam...

Enfim, é isso. Fico triste demais, mas feliz por estar fazendo por ela o que ela merece... até o fim... estaremos lá.

Atualização em 28/07/2011 - por Sônia

Ontem à tardinha fui levar a medicação na clínica, pois de manhã eu havia me esquecido de deixar lá. A pequena estava tããão amoadinha, mas com a cabecinha em pé. Fiquei um antão com ela fazendo dengo e voltei triste para casa.

Hoje de manhã fui visitá-la. Nem telefonei antes, porque as informações por telefone são sempre muito vagas.

Cheguei na clínica sem saber o que me esperava. Avisei à recepcionista que estava ali para visitar a Sialatinha e a veterinária me mandou subir (a internação é no segundo andar). Opa! Alegria, alegria! A bonitinha resistiu à noite.

Quando a vi, quase caí dura. Ela estava em pé a animadinha. Na ficha estava escrito que ela comeu bem.

A veterinária me informou que foi retirada uma quantidade de líquido de seu pulmão... e me explicou o que isso pode significar (eu eu já imaginava que a PIF poderia se manifestar).

Gente! Vou confessar uma coisa: eu nunca vi um animalzinho tão frágil ter tanta fora de vida! É impressionante!!!

Todos sabemos que seu estado não é nada bom, sabemos também que temos pouco tempo pela frente. De agora em diante, não faremos mais nenhuma transfusão ou qualquer outro procedimento invasivo. Mas acho que poderemos dar a ela mais dias de sol e de vento.

Prometemos a ela que não a abandonaríamos e isso não vamos fazer, mas prometemos também que não a deixaríamos sofrer... e vamos cumprir a promessa.

Atualização em 28/07/2011 - noite - por Sônia

Eu só ia trazer a princesinha para casa amanhã, mas resolvi antecipar. Conc=versei com o veterinários (uns quatro pelo menos) e eles falaram que nada seria diferente: aqui ou lá. Então trouxe agora à noite. Amanhã de manhã tenho que sair, mas terei a tarde livre. Assim, já garanto uma tarde de sol para a pequena.

Vou ser honesta: estou assustada. Se tem uma coisa que morro de medo (acho que já falei isso) é que ela tenha dificuldades respiratórias. Eu já tinha esse medo por causa da anemia, agora o medo é maior pela formação de líquido.

Mas, como já disse, conversei com 4 veterinários na clínica, separadamente (conversei, não: torrei o saco mesmo), e os 4 falaram a mesma coisa: antes de chegar a esse ponto, ela vai parar de comer de novo e ficar amoada e a respiração começará a modificar. Esse será o sinal para que eu a deixe ir em paz.

Prometemos que cuidaríamos dela e prometemos que não a deixaríamos sofrer. Espero conseguir enxergar esse meio do caminho entre uma promessa e outra.

Atualização em 29/07/2011 - noite - por Sônia

Hoje a Sialatinha teve um ótimo dia. Comeu bem, fez tudo certinho na caixinha e passeou bastante no terraço.

Até tentou subir no muro sozinha, mas eu tive que ajudar.

Tentou fugir de mim e ameaçou fazer FUZZZ. É mole?

Olha a promessa sendo cumprida!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
...

Esperei dar 16 h para ela não pegar um sol muito forte. O calor foi muito intenso, hoje!!!

Ela ficou mais de uma hora no terraço e adorou! Andou, deitou, cheirou tudo! Uma fofa!



Minha linda! Que você tenha muitos e muitos dias de sol!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Atualização em 30/07/2011 - noite - por Sônia

Hoje estou super cansada e ainda tenho que dar remedinho para a bonitinha. Ela está bem, meu marido ficou observando durante o dia enquanto estávamos no parque. Toda vez que ele entrava para vê-la, ela se enroscava nas pernas dele e comia um pouco de ração.

Quando cheguei, corri para dar o seu presente e ela amou!!!!!!!!!!!!!!! Hoje não pude levá-la para tomar sol, então tinha que ter uma compensação, né?

Vejam só que fofa!!!!!!!!!!!!!!!

Atualização em 31/07/2011 - noite - por Sônia

Nossa pequena teve um bom dia, hoje. Comeu bem e tomou os remedinhos direitinho.
A levei para tomar sol, mas acho que ela está gostando da caminha nova; ficou miando e olhando para dentro.
Então, pegou só um pouquinho de sol e foi para seu castelo. Domingão, todo mundo em casa... ela recebeu muito dengo!!!!!!!!!!!!

Mais um dia de rainha!!!!!!!!!

Atualização em 01/08/2011 - por Sônia

Hoje o sol não saiu, então a bonequinha ficou na Cat Caverna, mesmo! Passou muito bem o dia e se alimentou bem.
Ganhou muito dengo...
Não quis saber de ração seca, hoje. Mas, com tanta gostosura disponível não era para querer, mesmo! Comeu carninha e a/d a valer!!!!!!!!!!

Atualização em 02/08/2011 - por Sônia

A Sialatinha comeu bem de manhã... depois não se animou tanto.
Hoje era dia de ir à veterinária tomar a injeção de ferro (não é necessário dar as gotinhas - que eles odeiam - todos os dias).

Pedi que a veterinária analisasse o pulmão dela e, apesar de parecer relativamente bem, ela resolveu explorar para ver se havia líquido.

Foi feita uma nova drenagem... havia pouco líquido, mas sempre dá um certo desconforto. Ela achou o líquido menos amarela e quase descartou a PIF. Todos os líquidos delazinha estão bem escuros, mesmo...

A veterinária falou que está apaixonada pela Sialatinha, que nunca viu um corpinho tão frágil ter tanta força de vida. Deu para perceber que ela ficou super feliz ao ver a bonequinha e eu fiquei orgulhosa!!!!!!!!!!!

Não fez sol... espero que amanhã faça, para podermos dar nosso "passeio".

É isso: mais um dia, um bom dia!!!!!!!!!!!!

Atualização em 03/08/2011 - por Sônia

O dia hoje não foi bom, mas também não foi ruim...

Novamente frio, nada de sol! Acho que vou desenhar um sol para a princesinha, viu?

Hoje ela não quis comer franguinho e isso me deixa em estado de alerta. Mas comeu bastante a/d. Eu passo na boquinha e ela lambe. Já requeijão (que ela amou), lambeu a colher toda!!!!!!!!

Nossa "criança" continua recebendo todo o dengo do mundo, está com a respiração bem controlada e continua fazendo xixi e cocô na caixinha.

Estou atenta; acho que ela deve parar de comer de novo...

Prometemos cuidar dela e prometemos não deixá-la sofrer... e assim será.

Por enquanto, vidinha de rainha!!!!!!!!!!!!

Atualização em 04/08/2011 - por Sônia

Linda Sialatinha... iniciamos nossa estória com uma canção e encerraremos com outra...


Estrela, estrela
Vitor Ramil

Estrela, estrela
Como ser assim
Tão só, tão só E nunca sofrer

Brilhar, brilhar
Quase sem querer
Deixar, deixar
Ser o que se é

No corpo nu
Da constelação
Estás, estás
Sobre uma das mãos

E vais e vens
Como um lampião
Ao vento frio
De um lugar qualquer

É bom saber
Que és parte de mim
Assim como és
Parte das manhãs

Melhor, melhor
É poder gozar
Da paz, da paz
Que trazes aqui

Eu canto, eu canto
Por poder te ver
No céu, no céu
Como um balão

Eu canto e sei
Que também me vês
Aqui, aqui
Com essa canção


Ontem já percebi que a princesinha não estava muito bem. Dei alimento à noite e ela não se mostrou muito animada.

Hoje de manhã, quando fui vê-la, ela estava deitadinha sobre o jornal sujo... quando me viu miou, miou muito e alto, como que querendo me dizer algo.

Tirei a bonequinha do jornal e percebi aquele olhar diferente, quase vazio... miou forte, acho que soltando sua última energia de vida. Chamei meu marido (que está sempre, sempre ao meu lado) e falei para ele que estava na hora de deixá-la ir...

Fomos, então, para a clínica veterinária. Hoje o sol abriu, tímido. Enquanto esperávamos, sentei no pátio e deixei o sol aquecê-la (e a mim também). Fiz muito carinho, conversei muito com ela.

Entramos, a veterinária a examinou e confirmou que ela estava fraquinha; mantinha, somente, a respiração lenta.

Cantei baixinho para ela, que estava deitada com a cabecinha sobre a minha mão e assim ela se foi:

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo


É muito difícil escrever, nem sei se vou conseguir concatenar meus pensamentos, mas preciso agradecer...


Agradecer aos veterinários, que fizeram de tudo pela nossa princesa e pelo abraço carinhoso que recebi hoje...
agradecer aos amigos que se fizeram presentes durante todo esse tempo rezando, mandando boas energias, disponibilizando sangue para as transfusões, comprando rifas, fazendo doações...
agradecer ao maridão André, que está sempre perto nos momentos de alegria e de tristeza...
e agradecer, principalmente, à nossa Sialatinha, por ter confiado em nós, por ter permitido que eu a acarinhasse durante esses dias, por ter retribuído a esse carinho e por ter me avisado quando chegou a hora.

É isso... hoje o sol saiu...

16 comentários:

andrea marväo disse...

Oi, amigas! Faz tempo q não deixo um olá, estava sem net, mas agora estou acompanhando vcs de novo! Q bom q vcs puderam voltar ao parque, assim puderam ajudar a Sialatinha! Vou orar a Deus e Ele há de ajudá-la a se recuperar! Pois foi Ele quem a criou! O que vem a ser icterícia? Não sabia que gatos podiam ter isso tb. Bjs! ♥ Melhore linda Sialatinha ♥

Anônimo disse...

É muita emoção. Chorei. A Sialatinha vai ficar boa. Beijos, Vera Alice

Rodocats disse...

Vendo um relato desses é IMPOSSÌVEL não crer num Deus Maravilhoso que tem cuidado de toda a sua criação nas mais diferentes situações, muitas coisas Ele conta conosco, nos dá o
privilégio de fazermos parte, uns como vcs dizem sim, outros dizem não, outros vão devagarinho e acabam chegando lá para ajudar em alguma coisa, e por aí vai...
Tem um verso na Bíblia onde Jesus diz que se Deus cuida das flores, dos animais do campo,das aves do céu, quanto mais de nós!!! Vejo toda a situação como uma prova da bondade e cuidados deste Deus com estes animais e muito mais com vcs queridas que tanto lutam, sofrem e se preocupam com eles...
O acaso realmente não existe.
Deus é bom e tem cuidado de vcs e desses gatinhos que vcs e nós tanto amamos...
Sialatinha amada, esta sua ligação, o esforço que fez para pedir ajuda, estes anjos sem asas que cuidam de vcs são prova do amor e cuidado de Deus...
Parabéns meninas mais uma vez por este coração tão sensível,emocionante o relato, estou na torcida por boas novas da Sialatinha...
Bjus nos coração das Meninas e dos Gatos Encantados.

Thalita Dias Braga disse...

Ohhh Deus...que tristinho!!!!
A Sialatinha vai ficar bem!!! Tudo vai dar certo!!!
Bjos!!!

Sônia Schmidt disse...

Obrigada por todos os comentários. Ainda estou meio zonza, nem consigo escrever direito...

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Na torcida e oração para que tudo fique bem com a Sialatinha. Deus as abençoe.

Anônimo disse...

Que susto que esses gatinhos nos dão. Deus as pôs para ver os Gatinhos ontem por um motivo especial. Espero que a Sialatinha melhore.
Fiquei muito triste pelo Alencar, eu acompanhei a história dele desde que foi resgatado todo feinho, coitado (se é que é possível um gato ficar feio), mesmo que não tenha comentado.
Que Deus console o coração da Kátia, porque o que ela fez foi belíssimo em salvar esse gatinho em situação terrível e não ter desistido, como muitos o fariam, ao saber que ele já era um idosinho. Graças a Deus que ele cruzou o caminho dela e pode conhecer o verdadeiro amor de uma humana maravilhosa.
Beijos, Estela.

Patricia disse...

Mandando energias boas pra todas, pra gatinha e pra vocês. Um abraço apertado.

ROGELIA MATTOS disse...

Sonia e Angela vcs são demais. Por favor continuem dando notícias da sialatinha para nós. Estarei aqui na torcida por ela viu. Estou aqui as voltas com um cachorrinho minusculo que jogaram dentro do quintal da minha mãe. O bichinho não tem nem dois meses,sorte que os cães adultos aceitaram ele numa boa e ele come bem sozinho. Tem muita gente má por ai mesmo.ias da sialatinha para nós. Estarei aqui na torcida por ela viu. Estou aqui as voltas com um cachorrinho minusculo que jogaram dentro do quintal da minha mãe. O bichinho não tem nem dois meses,sorte que os cães adultos aceitaram ele numa boa e ele come bem sozinho. Tem muita gente má por ai mesmo.

Anônimo disse...

Que aperto no coração. Sialatinha querida, tô torcendo por vc!

Katia Bandeira disse...

Queridas
Nunca vou cansar de agradecer vcs por tudo que fizeram pelo Alencar...

Obrigada pela linda homenagem no post.

Fiquei aflita com Sialatinha, mas acredito que ela ficará melhor. Estou na torcida...

Mil beijos. Sinto orgulho de dizer que conheço as Meninas Encantadas...
Vcs são 100% do bem.

Fiquem com Deus

Claudia disse...

Fiquei feliz que a transfusão "funcionou" !!! Que ela ainda possa viver muito. :)
Tenho esperança que melhore, porque as duas últimas transfusões que fiz sequer deram resultado... Como a dela deu esse up, fiquei animada mesmo !!!
Torcendo muito por essa menina linda. :)

Sônia Schmidt disse...

Gente! Estamos mega enroladas! Desculpem a demora para responder!!!!!!!!!!

Obrigada pela torcida e pela energia positiva!

O susto foi grande, mesmo, mas aos poucos o coração vai se aclamando.

Quanto à transfusão, sabemos o caminho que pode tomar. Estamos torcendo para que tome o melhor...

Mesmo que ela não consiga se recuperar, tentamos... e daremos a ela um pouco de conforto.

Josi Saldanha disse...

Graças a Deus, mais um dia vencido!
Força Lilica, força!
Coma, beba água, tome os remédios direitinho... estamos com você, pequenina!
Beijo grande da tia Josi e de todos os Dignicats! 29/07/11

Anônimo disse...

OOH meu Deus, ela tá tão magrinha :(
Mas espero que esse tempo que ela esteja ai pertinho de vocês, ela fique bem, feliz e se sinta muito amada. Nessas horas o coração aperta mesmo, dá vontade de chorar (fez 4 meses que meu Billy se foi).

Vejam com os vets se pode dar fígado. Ajuda muito com a anemia. Mas não pode dar muito (pra não dar diarreia) e só pode no máximo 3 vezes por semana (quando meu Bi estava muito mal eu abusei um pouco da sorte de dei 4x).

Vou continuar orando aqui para que ela não sofra muito quando for a hora. E que Deus dê muita força a vocês, porque apesar de tudo, o trabalho que vocês fazem com esses gatinhos vale muito a pena e é maravilhoso fazer os bichinhos felizes, bem cuidados e amados, né?

Beijos, Estela

Sônia Schmidt disse...

Está magrinha, sim!
Mas está muito bem cuidada! E estou de olho para que ela não sofra.