20 de jan de 2010

Adeus, Gatinho, nós amamos você!!!!


Ontem, eu estava no computador, quando a Paty (minha gatoca) chegou perto de mim. Aí, falei para ela: “oi Gatinho Gatinho”!!! (Gatinho com maiúscula, porque esse era seu nome... se bem que maridão o chamava de Estéban) Meu marido se assustou e eu também, porque é assim que eu falava quando entrava no cafofo do Gatinho. Então, pensei que ele estava me chamando. Corri para o cafofo e ele tinha vomitado. É incrível como os animais se comunicam conosco. Limpei tudinho, lavei seu rostinho. Mais tarde, vomitou um pouco mais e deitou o rosto sobre o vômito. Percebi, nesse momento, que estava chegando a hora...

Hoje de manhã, quando acordei, corri para ver o Gatinho. Ele estava triste... de alguma forma ele se comunicou comigo... de novo... então, estava na hora de decidir... A decisão foi difícil, mas necessária. Não podia deixá-lo sofrer mais.

Fomos, então, eu, André e Gatinho para a clínica...

Enquanto aguardávamos, fizemos carinho nele o tempo todo. Quando entramos, a veterinária (Kátia) avaliou seu quadro (ela já o conhecia porque havia feito sua biópsia) e confirmou o que já sabíamos.

Ela colocou uma cadeira e, enquanto preparava o material necessário, Gatinho ficou no meu colo. Do meu colo, foi para o colo do André e eu fiquei fazendo carinho e falamos com Gatinho até o fim... dei muitos beijinhos em sua cabeça e nos despedimos ali.

Eu sabia que essa decisão teria que ser tomada. Só não sabia que doeria tanto. O pequenino levou um pedaço do nosso coração.

Up date por André

Adeus não é a palavra
que expressa o sentimento
Desse encontro marcado
num outro "pavimento"
onde olhinhos verdes e tênues
não precisem clamar por Justiça
nem pra se falar em Fé
se precise ir a missa...
No sacrifício da alimentação
a luta do remédio
ele nos ensinou a lição
que a vida É UMA LIÇÃO
não tem nada de tédio...
A dor que me abate nesse dia
é a dor quando se tira filhos dos pais
não pelo senso de posse...
só pra curar a tosse
e ver miar novamente
correr pra cima da gente
ou roçar em meu queixo
como ele fazia...
Mas agora ele é Luz
é mais uma partícula de amor nesse mundo imenso.
Vou sentir muito a falta dele...
tanto que de raiva vou viver mais 200 anos
por honra e respeito ao meu GERREIRO NEGRO
que confirmou com seu carinho
o grande barato que é ser um gatinho,gatinho,gatinho...

14 comentários:

Tatis Sales disse...

Querida,
Saiba que não há aqui ninguém que seja capaz de medir o sofrimento de vocês, mas saiba que eu sinto agora como se fosse comigo, essa sensação toda ainda tão presente e tão dolorosa... A gente se despedaça inteira, e creia, eu estou em caquinhos agora. Estou contigo. Força e siga em frente, chore o que precisa chorar agora, pra depois ficar só o que for bom - e isso você sabe melhor do que ninguém...
Beijos, muitos, e sintam-se abraçados - você e o Grande André, seu super marido, amigo e companheiro. Força.

Renata disse...

Sonia e Andre, espero que o tempo de lembrar apenas as alegrias de conviver com Gatinho chegue logo. Beijos.

christiane_matos disse...

Gatinho encontrou a paz.

Rodocats disse...

Palavras nessas horas não conseguem expressar o que eu senti ao ler no blog esta notícia, já esperava, sabia que uma hora ou outra ela chegaria, mas como doeu...
Conheci vc e a Angela na GMI e sempre admirei a forma alegre com que nos contavam a sua luta com os Gatinhos Encantados, era uma forma amorosa de amenizar o impacto das notícias sobre aqueles que leriam...
Hj não tive como retribuir esse cuidado amoroso...mas posso te dizer Sonia, que quando conheci vc e a Angela me alegrei pois vi que vcs eram do jeitinho que suas narrativas mostravam, foi um prazer enorme, e só fez a simpatia que sentia por vcs aumentar.
Hoje me sinto honrada por poder contar com sua ajuda neste projeto que abracei, obrigada por td, pela força que me deram
Sonia, tenha certeza que suas decisões, a maneira como tomou cada uma delas em relação ao Gatinho, será um referencial se cruzar meu caminho momentos como este, que chegam sem aviso prévio, mas há que nos encontrar prontas para ele.
Querida, sinta-se abraçada, logo essa dor vai passar, o coração vai sarar, sua alegria faz falta, e vc ainda tem muita gente para inspirar, sua luta continua, a nossa, pois agora inspirada por sua forma de trabalhar me animei a seguir neste caminho que às vezes é de pedra, mas se for trilhado com alegria, dá prá colorir com sorrisos, e semear sementes de esperança.
Gatinho encontrou em seus braços o que todo ser merece: AMOR, e esse não morre, transcende...
Adeus Gatinho amado, segue em paz meu amor...
Bjus no seu coração Sonia.

Meu carinho tb para Angela, muito querida por mim e minhas filhas.


Sintam-se amadas e abraçadas pela turma do busão Rodocats.

André disse...

Adeus não é a palavra
que expressa o sentimento
Desse encontro marcado
num outro "pavimento"
onde olhinhos verdes e tênues
não precisem clamar por Justiça
nem pra se falar em Fé
se precise ir a missa...
No sacrifício da alimentação
a luta do remédio
ele nos ensinou a lição
que a vida É UMA LIÇÃO
não tem nada de tédio...
A dor que me abate nesse dia
é a dor quando se tira filhos dos pais
não pelo senso de posse...
só pra curar a tosse
e ver miar novamente
correr pra cima da gente
ou roçar em meu queixo
como ele fazia...
Mas agora ele é Luz
é mais uma partícula de amor nesse mundo imenso.
Vou sentir muito a falta dele...
tanto que de raiva vou viver mais 200 anos
por honra e respeito ao meu GERREIRO NEGRO
que confirmou com seu carinho
o grande barato que é ser um gatinho,gatinho,gatinho...

Sônia Schmidt disse...

Está complicado...
Obrigada pelo apoio, crianças.

Andresa Veloso disse...

sei que é difícil perder um bichinho que agente ama muito,isso ja aconteceu comigo,ano retrasado perdi meu filhote de pastor(teve cinomose),sofri muito e ainda choro de saudades,e ano passado perdi meu gatinho jimmy,amava muito ele.Mas com o passar do tempo agente se conforma.Hoje tenho a Mia e a Shigua duas gatinhas muito sapecas e tb o Buster e o Spike ,cachorros muito arteiros,mas que preenchem minha vida.Sendo assim te digo pra ter muita força.Ele está bem agora.

Cassia Angel disse...

Meninas Encantadas.
Sabemos q enquanto o Gatinho Encantado esteve com voces, foi muito amado.
Queria escrever lindas palavras, mas ñ cosigo...
Conheço essa dor de perder um animal, sei o q vcs estão sentindo...
Deixo aqui meu abraço pra todos tres, André, seu poema é lindo, me emociono sempre q leio (sei q vou chorar, mas leio de novo), Angela e Sonia, o q precisarem, podem contar comigo.

Sônia Schmidt disse...

Estou com saudades, meu amorzinho...

Angela Belluomini disse...

Ah, companheira...

Como eu posso ajudá-la?
Sei tão bem como é isso... o tamanho do aperto no coração... Nem o tempo diminui.
A gente apenas aprende a conviver com essa dor.
Força pra você e André.

Flavia disse...

Recebam um abraço sincero e fraterno...

O amor é a força mais poderosa do universo. Saibam disso. Vocês o amaram e isso é belíssimo.

Muita paz para os seus corações.

Flavia disse...

Ah é... Amaram e foram amados. :)

Tenho certeza disso.

Muita força para prosseguir e esperança. Todos queremos um mundo melhor e é através da ação e do exemplo que conseguiremos tornar reais nossos sonhos de paz.

Ira Tapetes Barbantes disse...

Sei o qto é dificil a perda de uma coisinha desta...Lamento muito...muito mesmo Sônia!

Sônia Schmidt disse...

Flavia, obrigada, mesmo! Com certeza, ele foi amado e nós também!

Ira, é dureza, mesmo!