28 de mar de 2008

Mais dois gatos capturados!

Hoje, mais uma vez, foi dia de aventura...

Fizemos mais uma tentativa de castração gratuita pela Prefeitura, mas, infelizmente, o pessoal do parque não conseguiu capturar um gatinho sequer ontem. Avisei, imediatamente, ao pessoal da SEPDA, para eles repassarem nossas vagas para outras pessoas.

Então, hoje, partimos para o parque carregando 2 gatoeiras e cinco caixinhas de transporte. Quem sabe a sorte não estaria do nosso lado?

Chegamos no parque e fomos direto para a área da cozinha, que é o local em que mais implicam com os gatos. Ficamos algumas horas por lá e nada de conseguirmos capturá-los... eles olhavam, olhavam e, por mais que estivessem com fome, não deram a mínima bola para os petiscos que colocamos como isca.

Resolvemos dar uma rodada pelo parque para localizar outros grupos de animais. Achamos alguns perto dos carrinhos que batem.

Rapidamente, entrou um gato na armadilha e fui buscar malas e bagagens (que estavam lááá longe) para fazermos mais tentativas.

Quando fomos transferi-lo para a caixa de transporte - para usarmos a armadilha de novo - ele nos deu um "baile" e fugiu.

Neste local tinha uma cerca de arame e, do outro lado, mais gatos. Eu já estava do lado em que os gatos também estavam, mas Renata teve que se arrastar por baixo da cerca para mudar de lado.

Arrumamos, novamente, as armadilhas e, depois de uma hora, mais ou menos, um gatinho entrou! Decidimos que não faríamos a transferência para a caixa de transporte para evitar nova fuga. Meia hora depois, outro entrou na outra armadilha e partirmos rumo ao vet.

Ainda nem sei se são machos ou fêmeas (update: hoje, 04 de abril, fomos buscá-los - 2 fêmeas), pois deixamos no vet direto (um dos gatos é beeeem feroz).

Mais dois animais serão castrados. Sabemos que ainda é pouco, mas estamos fazemos o possível...

Gato capturado na gatoeira
O mesmo gato já no vet (tentando escapar).
Outro gato capturado (já no vet).

3 comentários:

Angela Belluomini disse...

Sônia,
Não conheci o seu pai... Mas sei de uma frase (que eu adorei) que ele sempre dizia...

"O maior inimigo do BOM é o ÓTIMO"

Se não conseguimos fazer o ÓTIMO, façamos o "BOM"... é melhor que nada.

Não pense que são apenas dois gatos...

Pense que são menos dois gatos procriando indiscriminadamente.

Pense que são menos milhares de filhotes abandonados e vivendo de forma precária...

E lembre-se sempre que existem muitas pessoas que acreditam e apoiam o que estamos fazendo...

E, principalmente, que estamos FAZENDO, e não apenas lamentando!

Beijos, companheira Sônia e companheira Renata!

Malena disse...

Legal que conseguiram...Daniel ficou contente de saber que a gatoeira que ele arrumou continua funcionando... ele ficou meio com medo dela desencaixar a trava e vcs não conseguirem pôr de volta.

Sônia Schmidt disse...

Anabela
Não entendi direito este comentário. Ele consertou algo na gatoeira da Renata? Por acaso estava com defeito?
Mas está funcinando, sim!