19 de set de 2010

Gatos Encantados – O Mistério Continua...

Fomos ao Parque ontem, 19 de setembro. Dia frio, chuvoso...

Nossa primeira parada foi na Cidade Fantasma. Estávamos ansiosas pra ver se os Quatro Mosqueteiros apareceriam.

Assim que chegamos, o segurança do portão nos disse ter visto uns 5 gatos por ali pela manhã... Nos enchemos de esperanças e nos dirigimos para o Cafofo.

Vimos o Laranjinha em frente a porta de uma das lojas abandonadas bem antes do Cafofo. Ele estava molhado (de chuva), encolhido e com uma carinha de muito assustado.

Assim que paramos o carro, ele saiu correndo e entrou pela porta do prédio principal (que é imenso e tem dois andares). Laranjinha FUGIU da gente!

Montamos a armadilha onde ele estava antes na esperança de capturá-lo. Colocamos Whiskas Sachê e fomos limpar o Cafofo.

Nenhum outro gato apareceu.

O consumo de ração foi o esperado... Ou seja, cerca de 10 ou 12 gatos se alimentam ali.

Entrei pelo prédio abandonado, andei por lá, chamei... E nada.

Reabastecemos os comedouros e resolvemos deixar a armadilha montada lá, enquanto íamos ao Parque. Voltaríamos depois para ver se o Laranjinha estaria na armadilha.

Avisamos aos seguranças que voltaríamos e partimos para o Parque.

Nossa primeira parada foi no cantinho do Vaquinha Miador. Ele já estava nos esperando...

Como é querido esse gatinho! Nosso sonho é conseguir um adotante pra ele!

Nossa idéia sobre o comedouro dele deu certo! Estava vazio, mas no lugar.
(ele também come com os outros gatos)

Comedouro do Vaquinha Miador, todo adaptado (viramos Mac Gyver!!!)

Servimos uma lata de Whiskas inteirinha pra ele! É um gatinho que optou por viver sozinho... Mas adora quando chegamos lá. Mia bastante, se deixa pegar no colo, “amassa pãozinho” só da gente olhar pra ele... É encantador...


Vaquinha Miador - existe coisa mais gostosinha?

Bem... o dever nos chamava e fomos para o Reduto da “tia” Sônia... Outro deserto... Somente os gatos estavam lá.
Tenho a impressão que a visão que esses gatos têm de mim e da Sônia é de uma latinha de Sabor e Vida (ou Whiskas Sache) com dois braços e pernas...

Eles nos rodeiam e miam... rs Só param depois que servimos o Banquete.

Estavam quase todos lá. Menos a Sialatinha (ex) Fujona (ela já tinha horror da gente... agora então...)

Mas a Sialatona estava por lá e até a irmã (linda) da Sialatinha (ex) Fujona ficou de longe...

Sempre looonge!

Enquanto preparo o Banquete, a Filhota, sem o menor “pudor”, sobe no carrinho e rouba um pouquinho da comida... e, a gula é tanta, que já faço carinhos nela. Mas, depois que ela está saciada, nem olha pra mim! rsrs

Banquete, como sempre!

Banquete servido, fomos levar um “agradinho” para os gatos da Colônia Transferida.

Um deles já nos esperava num Gazebo, no meio do caminho. Achamos que era o outro gatinho do Quiosque (eram 2, lembram?). Ele foi nos seguindo e miando.. Uma graça.

Agora estão acostumados com o banquete

A Gatinha do Quiosque não apareceu...

Servimos o Banquete para eles e uma gata, lindíssima, castrada logo no início do projeto e que quase nunca aparece, estava lá... Linda com a sua marquinha inconfundível no narizinho.

Vejam que lindeza!!!

Depois do banquete, o banho!!!

Quando fomos abastecer o comedouro deles, sentimos falta da tampa... e começamos a procurar.

Eu sou um pouco fresca... Mas a Sônia, literalmente, se deitou no chão pra procurar... Achamos a tampa em lugar fácil e a Sônia ficou imunda a toa... rs

Imuuuunda!!!!!!!!!!!!!


Voltamos ao Reduto da “tia” Sônia e vimos cenas lindas... Estava meio frio... e os gatos estavam agrupadinhos. Aquecendo-se uns aos outros.

Gatinhos se aquecendo


Sophie, Pretinho com a ponta do rabo branca, os outros Pretinhos, Mamãe e Filhota, Patynho... Todos lindinhos e gordinhos... (Patynho está uma bolinha!)

Sophie teve pneumonia quando era bebê; acho que esse é o motivo do seu miado "charmoso"

Não podíamos demorar muito e ainda tínhamos que ir na frente do Parque e fomos embora.

Lá na frente, estavam a Tigradinha (da Piometra), Melancia (que não deu pra fotografar) e a Sandy.

Tigradinha (que teve piometra) e outra gatinha que não tem nome


Elas deram uma “circulada” pelo Parque e nós fomos atrás para fotografá-las.

Do outro lado, estavam o Júnior e o Tigradão amigo dele.

Júnior e o seu amigo Tigradão


O Branquinho não apareceu. Mas sabemos que está ele estava por lá de manhã. Como ele descobriu um jeito de entrar na sala da Administração pelos dutos do ar condicionado (desativados), devia estar lá dentro.

Branquinho é surdo. Portanto, não adianta chamá-lo, né? Mas deixamos bastante comidinha especial (Banquete) pra ele comer quando saísse.

Hoje, pela primeira vez, eu vi um gatão cinza e branco, visitante, que ainda não castrado. A Sônia já tinha visto ele... mas eu nunca tinha conseguido.

Gatão não castrado

Infelizmente tínhamos deixado a armadilha lá na Cidade Fantasma... Não pudemos tentar capturá-lo. Mas ele será capturado!

Comedouros abastecidos, voltamos para a Cidade Fantasma...

A armadilha estava intacta... Nem a comidinha colocada por perto estava mexida...

Ou seja, Laranjinha não deve ter saído do seu novo esconderijo...

Com o coração pesado, eu e Sônia preparamos o Banquete e deixamos na varandinha do Cafofo.

Ainda ficamos lá, bem quietas, pra ver se alguém aparecia... e nada.

Resolvemos ir embora.... Mas paramos pra conversar com os seguranças.

Eles disseram que, de vez em quando, vêem alguns gatos por lá. Mostrei as fotos do Vaquinha-Pai, da Mãezinha e do PPA.

Um deles identificou a Mãezinha e o PPA... Mas, como tem o Laranjinha Sobrinho e a irmã dele (um pouco parecida com a Mãezinha), não temos certeza de nada.

O Vaquinha-Pai parece que não tinha sido visto mesmo.

Deixamos nossos telefones com eles. Como temos uma excelente relação de respeito e camaradagem com eles, achamos que nos darão notícias e ficarão mais atentos.

Eles viram a nossa aflição. Tanto que, de tardinha, um deles telefonou pra Sônia e disse ter visto o Vaquinha-Pai...

Não podemos afirmar se isso foi um ato de generosidade dele para nos dar um pouco de tranqüilidade ou se realmente o Vaquinha-Pai ainda está por lá.

Estamos muito aflitas. É um mistério e nunca saberemos o que está acontecendo.
Isso é angustiante.

Sempre soubemos que os gatos de lá vão sumir... Aos poucos, acreditávamos...

Mas, de uma semana pra outra desaparecerem 3 gatos e termos que assistir ao comportamento do Laranjinha, tão assustado, é de cortar o coração de qualquer um.

Não sabemos se devemos manter alguma esperança deles reaparecerem.

Não sabemos se temos que dá-los como “perdidos”... Não sabemos...

Estamos tristes.

Mas temos, como alento, a certeza que eles tiveram uma vidinha bacana... Comida farta, lugar para se abrigar, não deixaram mais filhotes abandonados...

Mas estamos tristes.

Não vamos desistir de capturar o Laranjinha. Nós o vimos por poucos minutos, mas deu pra ver que o olhinho dele está com um machucadinho e queremos tratá-lo. E, talvez, levá-lo para dentro do Parque.

Enfim... O mistério continua.

2 comentários:

Maritza disse...

Olá,também fiquei muito aflita,com a situação dessas duas últimas semanas.
É maravilhoso ver a Sophie o vaquinha miador e os outros sempre aparecendo na área.Ah,como seria bom capturar o laranjinha e finalmente descobrir o que está acontecendo,mas isto vai acontecer muito em breve se Deus quiser!Sei que não sou ninguém importante,mas a minha torcida é MUITO GRANDE,amo este projeto maravilhoso.

Angela Belluomini disse...

Maritza,
Obrigada pela torcida...
O seu carinho é muito mais importante do que você imagina.
O seu carinho pelos Gatos Encantados e por nós é um alento pra gente, viu?
Um grande beijo e dá pra sentir a sua torcida daqui!