23 de out de 2010

Gatos Encantados – Explode, coração...

Hoje, dia 23/10/10, fomos ao Parque.

Estávamos decididas a ir primeiro no Parque... Mas uma vontade imensa de fazer xixi, nos levou, primeiro para a Cidade Fantasma. No Parque, temos poucas oportunidades de usar um banheiro... rs

Como dissemos antes, continuamos indo na Cidade Fantasma. Mas, como não temos o que falar de lá, ficamos quietas...

Bendito Xixi!

Abrimos o Cafofo e vimos que o consumo de ração tinha sido muito maior que das últimas semanas. Isso teria um monte de significados... Não foi motivo para grandes festejos.

Porém, quando saímos do Cafofo para buscar ração para reabastecer os comedouros, eis que surge... a MÃEZINHA!!!!!!!

Fui a primeira a vê-la! Gritei pra Sônia: “É a Mãezinha!!!”

Juro que pensei que ia infartar! Meu coração batia no pescoço, meus olhos se encheram de lágrimas e eu ria e chorava ao mesmo tempo...

Sônia ficou totalmente catatônica! Meio sem conseguir falar e falando, meio sem conseguir chorar e chorando, meio sem conseguir rir e rindo!

Nossos corações, realmente, explodiram!

Corremos para dar um Whiskas Sachê para a nossa princesinha!

Mãezinha saboreou o sachezinho e ficou por perto... Miava, conversando com a gente... Estava um pouco desconfiada, o que é compreensível, pois ficou um tempão sem ter contato conosco, né?
Aí, preparamos um Banquete, como os de “antigamente” pra ela. E Mãezinha não se fez de rogada... Atacou o Banquete também!

Ô, Mãezinha! Que saudades estávamos de você!!!

Percebemos, ainda, que as caminhas estavam usadas... e, fazendo uma pesquisa nos pêlos deixados nas cobertinhas, verifiquei uns pelinhos preto-e-brancos...

Isso pode significar a volta dos nossos 4 Mosqueteiros!

Bendito Xixi! Pois se fôssemos primeiro ao Parque, poderíamos perder o encontro com a Mãezinha por incompatibilidade de horários...

Ficamos um pouco por ali, mas nenhum outro gato apareceu.

Resolvemos, então, continuar a nossa Jornada e partimos para o Parque.

Hoje conseguimos entrar com o carro - o VPPI (Veículo Poluente Politicamente Incorreto), o que é ótimo... Pois carregar peso é chaaaato, né?

No caminho para o Reduto, paramos na Favelinha do Bebê e o chamamos.

A vida nunca é perfeita, né?

Bebê não respondeu nem apareceu.

Fomos para o Reduto, na esperança dele ter se mudado de vez para lá... Qual o quê!

Os gatos do Reduto vieram ao nosso encontro, como sempre. Mas eu larguei Sônia se virando sozinha com o Banquete e voltei pra Favelinha do Bebê.

Chamei, entrei nos casebres, no mato... Nada de Bebê.

Voltei para o Reduto com as mãos abanando, para decepção da Sônia e minha.

Todos os gatos apareceram por ali.

Sophie, Patynho, Gordo, Mamãe, Filhota, a Sialatinha (ex) fujona (sem fotos... ela foge rápido feito um corisco), a irmã Linda da Sialatinha, a Sialatona (reparem na foto o detalhe da patinha dela: tem “pintas”), o Pretinho que só come ração seca, o Pretinho sem nome (onde estão as sugestões de nome pra ele?), a Gatinha Mordedora do Quiosque...

Receita para preparar o banquete (de pobre):
1 - lave beeeem as mãos;
2 - abra uma latinha de ração úmida e misture bastante água (1 latinha e meia tem que dar para 10 gatos);
3 - Misture bem a ração seca de sempre (os gatos pensam que é ração diferente)
4 - Agora, é só servir e se deliciar observando a alegria dos gatinhos


O banquete que não pode faltar

O gordo em toda sua "belezura"

A irmã da Sialata, cada dia mais pertinho!
Filhota papando em dois ângulos

Sialatona e sua patinha pintada

E nada do Bebê...
Fomos, então, levar o Banquete dos gatos da Colônia Transferida.

No caminho, eis que surge... o BEBÊ!!!!!!

Veio como sempre: Miando!

Sentamos no chão, no meio do caminho, e deixamos ele comer do Banquete dos gatos da outra Colônia.

Eu e Sônia parecíamos duas crianças... Sentadas no chão, na terra, esperando Bebê saciar a gula e rindo a toa.

Pediu para ser lindo e entrou na fila duas vezes!

Fome do Bebê saciada, seguimos para a Colônia Transferida, com ele nos seguindo! Ele realmente é o nosso “companheirinho”.

Bebê fazendo gracinha


Fomos abordadas no meio do caminho pelo outro Gatinho do Quiosque (não consigo lembrar se é macho ou fêmea). Fizemos um Pit Stop pra ele (ou ela) dar uma beliscada...

Quando chegamos na Colônia Transferida, os gatos foram se chegando... E, dessa vez, foram muitos gatos... OITO gatos!

Deu super certo esse novo ponto de alimentação

A gente sempre vê, no máximo 5 gatos por ali. Sabemos que são mais, mas fazia tempo que não os víamos.

Hoje, vimos gatos que não víamos há muito tempo... Cerca de 1 ano ou mais!

Bem... Voltamos para o Reduto, com o Bebê como companheiro, e ficamos por ali um tempinho. Gostamos de ficar perto deles.

Fiz bastante carinho na Filhota, que já aceita os carinhos sem medo nenhum.
É impossível descrever a emoção que sentimos quando fazemos carinhos em um dos Gatos Encantados. São 3 anos de espera, né?

Ainda faltava ir na Frente do Parque. Saímos “a francesa” por causa do Bebê.
Sempre achamos que ele pode tentar nos seguir... e queremos tanto que “fixe residência” no Reduto...

Bem, chegamos na Frente do Parque.

No Clube do Bolinha, Júnior e o Tigrão (amigo dele) logo se apresentaram. O Branquinho estava em cima da laje e não conseguimos fazê-lo descer. Mas deixamos Banquete suficiente pra ele também.

Eu acho que eu vi um gatinho!

No Clube da Luluzinha, só vimos Melancia (ele ou ela?) e a Tigradinha quase obesa (está uma “antinha”).
Mas também deixamos Banquete suficiente para a Sandy e a Gatinha da Piometra.

Melancia e Tigrada quase obesa em momento relax total

Enfim, Missão Cumprida!

Com o coração cheio de alegria e esperança, fomos embora do Parque dos Gatos Encantados, para mais uma semana de espera... Pois, pra mim, a semana nada mais é do que o período de tempo que separa minhas idas ao Parque... rs

Na semana que vem, só iremos no Parque na segunda-feira, dia 1٥ de novembro.
E vamos dispostas a fazer um faxinão no Cafofo.
Vamos lavar o chão, esfregar, trocar a “roupa de cama”... Afinal, se a Mãezinha está por lá, os nossos 4 Mosqueteiros vão gostar muito de ter a casa limpinha, né?

Ah... aceitamos ajuda para o Faxinão!!!!! As inscrições estão abertas!!!

7 comentários:

Tula Verusca disse...

Ai meu Deus,...

Quanta emoção... esses meninos estão aí, nao aconteceu nada de errado com eles... só resolveram dar um susto em vocês!!!! heheheh...

LINDOOOOOO trabalho!!!!

Marta disse...

Hahahahaha conheci o blog outro dia e fiquei horas lendo os posts, vendo as fotos e videos. Me entristecendo com as dificuldades e me alegrando com o sucesso de voces. Me orgulhando de vcs com os resultados... mesmo sem conhecê-las sinto-me como se fossemos conhecidas de longa data, entendo o trabalho de vcs e se morassemos nas mesma cidade com certeza eu estaria pronta a me unir a vcs. Desde o dia em que conheci o blog tenho passado pra saber principalmente duas coisas; se os gatos da Cidade Fantasma haviam voltado e o sexo de Melancia rsrsrs
Tenho uma gatinha e "contei" a ela sobre os gatos encantados e sobre vcs.. tenho certeza que ela entendeu.. ela também é uma resgatada!
Obrigada por vcs existirem !Quem dera tivessemos mais de vcs espalhadas por esse mundo ...

Sônia Schmidt disse...

Muita emoção,né, Tula!!! Fiquei que nem uma idiota quando a Angela começou a gritar: Mãezinha, Mãezinha!!!

Marta
Adoramos quando as pessoas nos falam que ficaram lendo o blog!!! Tentamos fazer os relatos de forma que a pessoa tenha a sensação de estar lá conosco!
Menina! Fui rever os posts antigos e, quando castramos o Melancia, escrevi que era macho; então ele é macho, mesmo! Dificilmente poderemos conferir "in loco", porque sem chances de nos aproximarmos dele.

Maritza disse...

Não podia deixar de passar por aqui,é maravilhoso sentir a alegria e a felicidade destes dois "Anjos do Bem",eu fico tão feliz e emocionada,as vezes tenho a sensação que eu também estou juntinho de vocês.Ah,como é BOM saber que ainda existem pessoas especiais!

andrea marväo disse...

É sim, vcs são duas anjinhas, sim, pois os anjinhos se ajudam entre si, por isso vcs estão ajudando esses do parque.E essa emoção de reencontrar um amiguinho q andou sumido, eu já conheço, já passei por isso tb. A nossa Maria Linda conseguiu escapulir uma vez, passou quase 1 ano sumida. Eu já chorava qdo me lembrava dela com medo de não vê-la mais. Então, um belo dia de sol forte e brilhante, quem aparece no quintal da vizinha, miando alto a me chamar? Ela mesma! Trouxe p dentro, dei ração, ela comeu, comeu, estava faminta. Depois, continuou a miar, olhando p mim. Decidi soltá-la e ir atrás, p ver o q ela tinha p me mostrar. Fui seguindo, atravessamos a rua, passamos por dentro do quintal de uma casa e entramos no terreno de outra casa em construção,fui atrás, ela pulou e subiu em fogão de barro, olhei lá dentro, um filhotinho, ouvi outros miadinhos vindo de baixo, fui olhar, mais 3 filhotinhos, aí eu derreti ... chorei mesmo! Ela era mamãe e eu não sabia! Trouxe todo mundo p casa, um tempo depois os filhotes foram adotados, fiquei com ela. É uma emoção indescritível! O coração pula mesmo! Estou feliz com vcs tb! E outros bons momentos ainda estão por vir! Acreditem! Bjs e obrigada por vcs existirem! =)

Angela Belluomini disse...

Maritza,
Você, como sempre, muito gentil conosco...
Mas, realmente, a alegria de reencontrar a Mãezinha é tão maior do que conseguimos expressar em palavras, que nem conseguimos fazer um suspensezinho... rs
Por mais angustiante que seja ver os gatos lá sem poder "colocá-los debaixo das asas", creio que só agora conheci a felicidade plena de verdade.
Ficar lá com os gatos, mesmo eles só nos olhando de longe, são momentos mágicos.
Muito obrigada pelo carinho de sempre!
Bjs

Angela Belluomini disse...

Andréa,
Os anjos são os Gatos Encantados.
O poder de fazer tudo ficar mais belo, é deles!
Fiquei feliz com a volta da sua gatinha... Mas lembre-se de castrar ela e pedir que os adotantes dos filhotes os castrem também.
Já imaginou o que poderia ter acontecido se você não os tivesse encontrado?
O projeto Gatos Encantados se baseia na CASTRAÇÃO.
Pois é a única forma eficaz de romper esse círculo vicioso de abandono.
Se cada pessoa fizesse isso por UM gatinho que fosse, acreditamos que o problema vai diminuir... aos poucos, mas vai.
Muito obrigada pela visita e uma linda vida pra sua gatinha e os bebês!