27 de dez de 2008

26/12/2008

Vocês pensam que paramos por causa das festas de fim de ano? Nananinanão!!!

Pois é... tínhamos que devolver o pretinho castrado para o parque, né? Então, fomos lá, novamente para tentar capturar a(o) prateada(o) ou qualquer outro que entrasse na armadilha.

Passamos na pet shop para comprar isca (ração em sachê - um montão) e no vet para buscar o pretinho.

Rumamos para o parque... estava fechado, mas os seguranças nos conhecem e deixaram que entrássemos. Como não havia nenhum funcionário no parque, saímos distrbuindo ração para os pequenos peludos.

Pretinho solto, gatinhos alimentados, partimos para a captura.


Vimos, novamente, a gata prateada e branca (que se deu bem, pois demos muito sachê para ela - ela já está até mais gordinha - e eu também hehehe!!!!).




Vimos a tricolor capturada em 3 de novembro, mas não deu para tirar fotos, pois ela nos olhava de muuuuuito longe! (Update - Renata conseguiu tirar foto!!!)


E lá estava a(o) prateada(o). E também um tigrado que nunca vimos por lá.

Aconteceu uma coisa incrível!!! Quando a(o) prateada(o) se aproximava da armadilha, o tigrado dava um escândalo! E vice-versa.

Ou seja: tentamos por 4 horas e voltamos de mãos abanando. Ms deixe estar que vamos conseguir!!!!!! Da p´roxima vez usaremos carne e atum como isca, porque ninguém está dando bola para o sachê.

19/12/2008

Fomos ao parque para soltar a gatinha tricolor castrada. Ela é da área da faculdade, mas optamos por soltá-los na área do parque, que é bem mais segura...

Como sempre, passamos no veterinário na Tijuca, buscamos a gatinha e rumamos para o parque para soltá-la e tentar fazer novas captura.

Nossa meta era capturar o (a) gatinho (a) que chamamos de prateada (o). Não sei porque sempre nos referimos a ela como fêmea, apesar de termos quase certeza de ser macho (já que durante todo esse tempo não a vimos prenha).

Vejam que lindeza! A foto é de outubro e até hoje não conseguimos pegá-la (o).
E, mais uma vez não conseguimos...

Vimos o gatinho amarelinho que castramos e soltamos no parque (e voltou para o lixão... que saco!).

Vimos a cinza e branca que castramos e soltamos no parque (e também voltou para o lixão... que saco de novo!!).

Nessa foto, a gatinha cinza e branca (e o amarelinho por trás).


E vimos um pretinho não castrado. Opa!!!! Esse conseguimos capturar!!! O chato é que estávamos usando uma caixinha de transporte e uma armadilha para a captura e ele entrou na armadilha! Com a caixinha não dá para pegar a(o) prateada(o), pois ela(e) é comprida(o) e não entra com o corpo inteiro na caixinha. Mais uma vez adiamos sua captura. Mas vamos conseguir um dia!!!!!!!!!

Essa foto está horrível, mas vejam o pretinho já no vet. É um gatinho ou um macaquinho???



Após a castração dessa gatinho totalizaremos 46 gatos do parque castrados - 31 fêmeas e 15 machos, além de outros 4 do Barra Sul - 2 fêmeas e 2 machos.

17 de dez de 2008

Ganhamos muita ração!!!

Gente, mais uma vez recebemos uma ajuda enooooorme!Foram doados 500 quilos de ração para nossos Gatos Encantados (a pessoa que doou pediu anonimato).Agora, o dinheiro arrecadado com a rifa (que ainda está aberta) será usado somente para as castrações!Em breve encerraremos nosso projeto e deixaremos ração suficiente para uns 8 meses!!!!!!!!!!

6 de dez de 2008

Mais uma

Hoje, 06/12/2008, fomos buscar o casal de filhotes castrados e devolvê-los ao parque. Saímos da Tijuca e fomos para Vargem Grande; chegamos antes da hora marcada, que era 10 h.

As "crianças" estavam super bem; foram retirados os pontos e partimos para o parque.
"Menino"


"Menina"
Confesso que fiquei meio deprimida (e Renata também) em soltá-los lá, pois são pequeninos... infelizmente, não temos opção...
Demos comidinha, mostramos onde fica a ração e a aguinha e soltamos no local que achamos mais seguro (com um apeeeerto no coração). Saímos pedindo proteção a todos os gatinhos de lá.

Partimos para o terreno da faculdade para tentarmos capturar a Prateada. Então, surpresa! Há algum tempo havia 3 gatas tricolores. Durante um mês não as vimos e achamos que algo poderia ter acontecido a elas. Mas não é que a primeira gata que vimos foi uma tricolor? Ficamos bem felizes!!

Então, começamos a preparar as coisas: armadilha, corda, tesoura, ração em sachê, etc...

Quem foi a primeira a se interessar pelos petiscos? A gatinha que castramos e devolvemos ao parque na semana passada!!!!!!!!!!!! Ai, ai, queríamos que ela ficasse mais para o lado do parque, mas ela voltou para o "lixão"! Fazer o quê, né?

Resolvemos fazer um agradinho para ela e colocamos um pratinho cheio de ração em sachê que ela amou. Estávamos distraídas observando a gatinha se deliciando com o sachê e quando olhei para a gatoeira (armadilha), lá estava a tricolor comendo, tranquilamente...

Eu olhando para um lado e Renata, com a cordinha na mão olhando para o outro!!!!!!!!!!!

E eu, gaga, gritei para a Renata: Renata!!!!! Puxa, puxa, puxa!!!!!!!!!!!!!!!!!! Imaginem a cena!!! Rapidinho Renata puxou a cordinha e...

mais uma gatinha capturada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Gatinha na armadilha, rumamos para o vet, onde ela será castrada.

Após a castração dessa gatinha totalizaremos 45 gatos do parque castrados - 31 fêmeas e 14 machos, além de outros 4 do Barra Sul - 2 fêmeas e 2 machos.

1 de dez de 2008

Gatos devolvidos e gatos capturados

Sexta-feira, 28/11, passamos na clínica vet (na Tijuca) às 9:30 para pegarmos a Sandy, a gatinha cinza/branco e o gatinho amarelinho para levarmos de volta ao parque (castrados e com tudo cicatrizadinho).

O Gilson já estava ansioso para rever a Sandy!!!!

Demoramos um pouquinho para sair da clínica pois o vet preferiu tirar os pontos bem próximo à hora de levarmos.

Gatinhos nas caixinhas, partimos para a Barra da Tijuca.
Chegamos ao parque e o Gilson já estava na porta nos aguardando... quer dizer: aguardando a Sandy.

Abrimos a caixinha e ela ... VUPT... saiu correndo, escalou uma árvore e foi lááá para o alto de um telhado. O Gislon ficou até triste...


Então, fomos para a área do parque onde deixamos a ração que levamos (75 quilos) e soltamos os outros gatinhos. A gatinha saiu correndo da caixa.


O amarelinho, tadinho, estava tão assustado que não quis sair. Tivemos que fazer uma manobra com a caixa para que ele saísse. Enfim, gatos soltos, fomos para o terreno da faculdade tentar capturar mais gatinhos.

Vimos, de imediato, uma gata que chamamos de prateada e preparamos a armadilha. Aí, apareceram 2 filhotes que acreditamos serem irmãos do bebê Chumbinho (que morreu na outra semana). Então, preparamos, também, a caixa de transporte para a captura dos pequenos.

Só que os pequenos resolveram entrar na armadilha, mesmo. Entraram e nós fechamos; não podíamos perder a oportunidade de levá-los para serem castrados.

Tivemos que adiar a captura da prateada, pois ela é longa e não entra com o corpo inteiro na caixinha de transporte; só conseguiremos pegá-la com a armadilha, mesmo.

Bebês capturados, começa a novela: o vet que tem castrado os gatos do parque não castra filhotes. Chegamos a pensar em soltá-los na área do parque, pois a recaptura seria mais fácil. Mesmo assim resolvemos contactar vários vets indicados e o Dr. André falou para levarmos os bebês para lá que ele castraria. A clínica é em Vargem Grande e para lá rumamos (claro que nos perdemos no caminho, mas chegamos). Quando Dr. André os viu falou que os gatinhos já têm perto de 3 meses. Um macho e uma fêmea que, em um mês já poderiam estar procriando).


O único senão dessa empreitada é que o custo será bem maior, já que teremos que pagar pelas diárias dos gatinhos na clínica. Mas foi nossa única opção... a sorte é que minha irmã havia deixado comigo um dinheiro para qualquer emergência que se apresentasse e essa foi a hora de usá-lo.

Missão cumprida... hora de voltar para casa... quem disse? Hehehehe

Já que estávamos perto do Recreio dos Bandeirante, decicimos pegar uma armadilha que havíamos deixado anteriormente no Consomínio Barrasul. Como meu apartamento não comporta nem mais uma pulga, passamos no parque novamente para deixar a armadilha.

E foi ótimo termos feito isso. O tempo todo estávamos preocupados para saber se os gatinhos que ficam no terreno da faculdade ficariam na área do parque ou voltariam para o lixão...

Aí, nos deparamos com a gatinah cinza e branca no parque, umas 3 horas depois de a deixarmos lá. Ou seja, não voltou para o lixão. Como prêmio, ela ganhou um sachê inteirinho de ração!!!

Após a castração desse dois gatinho totalizaremos 44 gatos do parque castrados - 30 fêmeas e 14 machos, além de outros 4 do Barra Sul - 2 fêmeas e 2 machos.