11 de dez de 2010

Gatos Encantados – Gato escaldado...

Hoje, 11/12/10, fomos ao Parque!

Dia quente (Céus... que calor!) e dia de levar os 100 quilos de ração que os Gatos Encantados ganham todos os meses (Obrigada, nosso colaborador anônimo!).

Graças à ajuda da Helena, o peso foi dividido por três... rs

Depois de carregarmos a ração para o carro, começamos a “viagem” e fomos planejando o resgate da Mãezinha. Aliás, torcíamos para que os machucadinhos estivessem melhores...

Fomos direto para a Cidade Fantasma.

A Mãezinha logo apareceu e, para nossa tristeza, os machucados estavam piores. Nada assustador, mas nada, também, para nos deixar tranqüilas.

Montamos a armadilha e começamos a seduzi-la a entrar. Porém, Mãezinha não chegou nem perto da armadilha! Ela puxava os pedacinhos de Whiskas Sache com a patinha.

Deixamos a armadilha perto do carro (Mãezinha estava embaixo do carro) e fomos cuidar do Cafofo. O consumo foi um pouco menor que das outras semanas, mas deixa a impressão que tem uns 8 ou 10 gatos comendo lá.

Mãezinha não entrou na armadilha e nós decidimos ir para o Parque e voltar mais tarde para tentar, de novo, capturá-la.

Já no Parque, resolvemos começar a cuidar primeiro dos gatos da Frente do Parque.

O Branquinho e a Cabeçã estavam lá, no Clube do Bolinha. Júnior não deu as caras.

Branquinho e Cabeçã

No Clube da Luluzinha, vimos Melancia e uma outra gata, que não deu pra saber qual era, pois ficou em cima de um muro muito longe da gente.

Melancia

Como o calor estava indescritível, os gatos, que são super espertos, certamente, descobriram cantinhos mais frescos, né?

Banquete servido para os dois Clubes e fomos para o Reduto.

Tentei filmar a nossa chegada e, dessa vez, não consegui nenhuma imagem decente! Não consegui “mirar” a câmera neles... rsrs

Assim que paramos o carro, fomos chamar o Bebê. E nada do Bebê aparecer.
Fui até o lugar de onde ele veio na semana passada... e nada!
Chamamos por ele vários minutos... e nada!
Até que a Sônia resolveu ir até a Favelinha.

Claro que o coração começou a bater descompassado... um nó na garganta começando a se formar...

Mas os outros gatos estavam aflitos pelo Banquete e eu fui preparar.
Os gatos miavam muito e a Helena resolveu filmar a sinfonia.

Sophie e Filhota estavam me “ajudando” a preparar o Banquete, quando ouvimos a Sônia voltando... TRAZENDO O BEBÊ NO COLO!!!!!!!

Sinfonia, banquete, Bebê a a dancinha!

Pronto!

O coração voltou a bater no ritmo certo, o nó na garganta se desfez e a alegria reinou no Reduto!

A Sialatona, a Sialatinha e a Linda Irmã participaram do Banquete junto com a Mamãe, Filhota, Patynho, Gooordo, Sophie, Bebê, Pancinha e o Pretinho que só come ração seca!

Banquete no Reduto - tudo junto misturado

Claro que servimos Banquete separado par a a Sialatona, que foi “atacado” pela Sialatinha e pela Linda Irmã, antes delas se juntarem aos outros!

Sialatona, a mais velha da colônia
Angela, Filhota e Sophie
Bebê no colo!!!!
Mais Bebê, porque ele é irresistível!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Gooordo
Sophie, Pancinha e a Mamãe da Filhota

Patynho

Estavam todos lá, para a nossa completa alegria!

Fui, então, preparar o Banquete dos Gatos da Colônia Tigrada (a que foi transferida). Petisco pronto, pegamos Bebê no colo (o chão estava muito quente para aquelas almofadinhas cor-de-rosa!) e fomos para lá.

Nem todos os gatos apareceram. Mas a Trairinha e a outra gatinha do Quiosque estavam lá, assim como outros dois tigrados.
Eles estão bem gordinhos!

Banquete da colônia tigrada

Ah... Vimos os dois gansos que não conseguiram capturar. Eram seis gansos, dois patos e uma galinha. Todos foram doados para uma amiga da diretoria do Parque. Porém, dois gansos foram mais "espertos" e ninguém conseguiu capturá-los. Nunca mais tínhamos visto eles. Hoje, eles estavam em frente à Colônia Tigrada!
Eles estão ótimos!

Os gansos

Ficamos lá só um pouquinho hoje. Tínhamos ainda que descarregar parte da ração na Frente do Parque (deixamos pra fazer isso depois...) e voltar para a Cidade Fantasma para capturar a Mãezinha.

Comedouro abastecido, Bebê no colo e voltamos par ao Reduto!

Claro que a Filhota tirou uma casquinha da minha bolsa! Ela tem uma fascinação imensa pela minha bolsa... rsrs
Tanto que vou levar alguma coisa minha (bolsa mais velha ou roupa) pra deixar lá pra ela na semana que vem. Acho que a Filhota me ama!
Fiz muito carinho nela enquanto ela estava deitada na minha bolsa.

Filhota e a bolsa... um caso de amor!!!


E vimos, ainda, o gato preto que não é castrado ainda. Quando voltamos da Colônia Tigrada, ele estava por ali e fugiu assim que nos viu. Sônia foi rápida e conseguiu tirar uma foto dele.
Não demora e ele se acostuma com a gente... e aí... tchan tchan tchan tchaaan... Capturamos ele!

Gato escondido com o olho de fora


Abastecemos os comedouros e, com um certo peso no coração, fomos embora.

Na Frente do Parque, reencontramos Melancia, Cabeça e Branquinho... e, pra nossa surpresa, em cima da laje, vimos a SANDY!!!!! Ela não deu a menor bola pra gente, mas estava lá e se deixou fotografar!

Sandy - há tempos não a víamos, mas sempre temos notícias dela. Ela mora lááá em cima!

Descarregamos os sacões de ração e fomos para a Cidade Fantasma.

Não sabíamos se a Mãezinha reapareceria, mas apostamos nisso! E ela apareceu!

Claro que estava doida atrás de um sachezinho... Pois fomos cruéis... Não demos petisco pra ela na primeira vez.. Só um pouquinho, né?

Ficamos um tempão tentando capturá-la. Gastamos 2 sachês e ela só comia o que ela alcançava sem se aproximar muito da armadilha.

Não dizem que “gatos escaldado tem medo de água fria”? Então... Semana passada, ela entrou na armadilha, mas, não sabemos como, a armadilha estava empenada e ela conseguiu fugir... Claro que ela não chegaria nem perto de novo, né?

Bem... tentamos por umas duas horas e decidimos que já era hora de deixarmos a Mãezinha em paz. Estávamos “torturando” a gatinha... Ela estava doida pelo sachê e resolvemos fazer a vontade dela.

Colocamos DOIS sachês no potinho e deixamos ela comer sossegadamente.

Mãezinha comendo depois da tentativa de captura

E decidimos, semana que vem, contratar o capturador oficial de gatos do Rio. Ele captura com puçá. O que, certamente, nos deixará angustiadas... Pois é uma forma meio traumática de captura.

Mas não podemos deixar a Mãezinha sem atendimento veterinário. Ela merece tudo de melhor que pudermos fazer por ela!

Precisamos de uma corrente de bons pensamentos para a nossa querida Mãezinha. Para que os machucados dela não piorem até lá e que a gente consiga, enfim, levá-la para a clínica veterinária!

Bem... esse foi o nosso dia! Um bom dia... um aflito dia... mas apenas mais um dia!



3 comentários:

cris disse...

Esse blog vicia! rs Bjs a vcs

andrea marväo disse...

Oi, amigas, vou estar torcendo pela Mãezinha tb, para q ela fique mais calminha e vcs consigam capturá-la. Os outros fofinhos estão lindos! Também, com essas 'anjinhas' cuidando, só podiam estar assim mesmo! Ah ... eu olhei, procurei, mas, não consegui ver o gato escondido com o olho de fora! Bjão!

Sônia Schmidt disse...

Oi Andrea! Aumenta a foto (é só clicar) e vc vai ver o gatão preto do "zoião"verde!!!!

Cris, ainda bem que é um bom vício, né?