5 de abr de 2009

NOTÍCIAS ENCANTADAS

Ontem, 04 de abril, eu e Sônia fomos ao Parque.

Tínhamos que levar o gatinho cinza (é macho, mesmo!) de volta, e passamos no veterinário para buscá-lo. Ele é uma FERA... Tão pequeno e tão “zangadinho”... Mas acabamos preferindo deixá-lo lá por mais uns dias. A orelhinha dele não estava bem cicatrizada e não precisamos correr riscos desnecessários, né?

Então, partimos para o Parque.

Chegamos no “território” da tia Ro e vimos o sialatinha (o que fugiu quando a caixa de transporte desmontou). Ficamos super animadas...

Monte de gatos castrados que ficam perto da sala da tia Rô

Tia Rô

Montamos nossos “instrumentos” de captura. Dessa vez, não colocamos o fundo da gaiola. Ela é muito pesada e eles não conseguem, por mais que pulem, levantá-la. Era um teste...

E, qual não foi a nossa surpresa, quando vimos TODOS os gatos entrarem tranqüilamente entro da gaiola sem o piso amarelo... Em alguns momentos, eram TRÊS gatos dentro da gaiola comendo os petiscos...

Gatos entrando na gaiola - todos já castrados.


Claro que o sialatinha nem chegou perto...

Depois de algum tempo, pegamos nossos “apetrechos” e partimos para o Lixão da faculdade.

Acho que nunca ficamos tão assustadas!

O buraco por onde eles saem estava FECHADO, com uma madeira e várias pedras por cima... O lugar estava “estranhamente” limpo... sem entulhos do lado de fora (dentro está um horror).

Fiquei tão em pânico, que corri pra liberar o buraco e não fotografei...

Assim que tirei as pedras e a madeira, vi a carinha do filhote vaquinha que tínhamos visto apenas uma vez. Ele cresceu e está bem fortinho!


Frajolinha - a tábua encostada na parede estava fechando o "buraco" e as pedras que estão no chão estavam segurando a tábua.

Depois, apareceram a nossa linda “prateada” e a que chamamos de “mãezinha” (que nos deu um susto enorme há algumas semanas, lembram?). Estão lindas e gordinhas!

Logo depois, o nosso Pequeno Pentelho Amarelinho apareceu também. Sentimos um alívio enorme, apesar de não termos visto a Tricolor castrada e nem a outra, que só aparece muito de vez em quando.

Também não vimos o filhote tigadinho, irmão do vaquinha...

Resolvemos, então, pegar o vaquinha!
Montamos o gaiolão (sem o fundo) e, de novo, os gatos entravam e saíam com a maior tranqüilidade...

E o vaquinha ENTROU no gaiolão!

Puxei a corda e o prendemos. Sônia correu pra segurar e eu, como uma tola, fui me aproximando, enrolando a corda...
Como uma “tonta”, achei que a Sônia estava segurando a porta... e a Sônia, como outra “tonta”, achou que eu ainda estava prendendo a porta com a corda... e adivinhem...

A porta ficou solta e o vaquinha FUGIU do gaiolão! Vi a Sônia deitar no chão imundo tentando alcançá-lo com a mão (o que lhe renderia um monte de arranhões)... Mas ele foi muito mais rápido e correu “buraco adentro”...

Ainda ficamos um tempão lá, tentando reconquistar a “inocência perdida” do vaquinha, seduzindo-o com petiscos, que ele comia, mas não entrou de novo no gaiolão!

Enquanto isso, as duas gatinhas (Prateada e Mãezinha) e o PPA (Pequeno Pentelho Amarelo) se deliciavam com os Whiskas saches que colocamos para eles...

Prateada "papando" e a mãezinha bebendo água.


Bem, todos de barriguinha cheia, voltamos para o Parque.

Vimos, então, a tigradinha e branca, irmã do sialata, que ainda não é castrada, e resolvemos que ela seria a nossa “meta” do dia.

E tentamos... tentamos... tentamos... mas ela só aceitava comer os petiscos de longe.

Deixamos o gaiolão lá, aberto, e fomos fazer um lanche (estávamos famintas). Aproveitamos para "visitar" nossas gatinhas da lanchonete... Colocamos potinhos de ração e a Sônia conseguiu até fazer carinho em uma delas... Estão bem gordinhas... Lindas e gulosas!

Gatinhos da lanchonete (castrados).


Quando voltamos, a tigradinha estava sozinha dentro do gaiolão!!!!! Nos aproximamos bem devagar, em silêncio... e... ela saiu correndo!

Ô, vida... Nenhum gato capturado...

Mas temos uma notícia nova: A SOPHIE, a gatinha que estava esperando uma adoção presa dentro de uma gaiola no Veterinário, foi levada de volta pra lá há duas semanas. Não é justo deixar um animal preso numa gaiola, quando ele pode ficar no seu lugar de origem como todos os outros...

Quando a deixamos lá, com o coração nas mãos e muito tristes, Sophie ficou muito assustada e se escondeu. Sônia telefonava pra lá todos os dias pra saber notícias... e sempre ouvia que ela estava comendo, mas ficava escondida... Isso nos entristecia ainda mais... (será que era o certo a fazer com a Sophie, depois de tanto tempo na gaiola?)

E ontem, enquanto esperávamos a tigradinha entrar no gaiolão (em vão), vi uma pretinha linda, gordinha, com o pêlo brilhante, tentando pegar os petiscos pelo lado de fora do gaiolão... Olhei bem... e era SOPHIE!!!!!!

Sophie



Ah... que alegria!!!!!

Sophie reconheceu a voz da Sônia e veio se esfregar nas pernas dela! Sônia parecia uma criança que tinha acabado de ganhar o melhor presente do mundo!!!
Agarrou a “pobre” Sophie no colo e depois e muita insistência minha, colocou a “pobre” gata no chão para comer um monte de Whiskas saches que ela tanto adora.

Agarra, agarra, agarra!!!!


Sophie, como sempre, com a cara enfiada na comida!


Sophie está feliz e “enturmada” com a gataria de lá! Livre da gaiola, com espaço pra brincar, comida farta e protegida.

Claro que preferíamos que cada gato de lá tivesse um lar... um dono... Que pudessem ser tão amados quanto os “nossos” gatos de casa...

Mas vivemos em um mundo imperfeito, onde não há lugar, nem amor disponível, para tantos gatos abandonados.

Por isso, a cada dia, achamos que o nosso projeto é imprescindível para diminuir tanto abandono.
Sim... é um grãozinho de areia no deserto...
Mas para os Gatos Encantados, é a ÚNICA esperança.

E graças a cada um de vocês, essa é a REALIDADE que ele vivem agora. Uma colônia controlada, sem muitos nascimentos (ainda faltam gatos pra castrar), alimentação farta e sossego...

Muito obrigada SEMPRE...

PS.: Uma pequena pausa para um momento ridículo... Eu e Sônia não resistimos a um JET SKI de mentirinha, para fotos... E, ridículas, fotografamos o momento ridículo... rsrsrs

Momento mico!!!!!!!!!!!

3 comentários:

Anônimo disse...

Que bom que não é só tristeza,voces tambem conseguem se divertir e nós tambem,que acompanhamos tudo,bjs Valdete

Sônia Schmidt disse...

Ah, Valdete
Se nos deixarmos dominar pela tristeza nada anda, não é mesmo?
Obrigada pela visita!!!!

Nana disse...

Sempre me emociono qdo passo por aqui!!!!
Passei para desejar uma Feliz Páscoa para vcs e para os gatuchos!!
Lá no Blog já está rolando a rifa para ajudar uma ONG e a enquete... passa lá!!
Bjs