24 de fev de 2009

14 de fevereiro de 2009 - Nada de novo no "front"

Sábado, 14 de fevereiro, fomos novamente ao parque. Sabemos que, daqui para a frente será bem dificil fazer capturas (mas, como dizemos: difícil, mas não impossível). Dessa vez fomos eu, Angela e a Marcela, que queria ver, ao vivo e a cores, o local.

Só para relembrar: há várias colônias dentro nesse parque: perto da montanha russa (todos castrados), perto da portaria (falta castrar um gato que aparece de vez em quando), perto da lanchonete (2 já castrados), perto da sala da tia Rô (pensávamos que todos estavam castrados, mas apareceram 3 filhotes que não sabemos de onde vieram - acreditamos que de alguma gata da cozinha), perto da cozinha (não temos a menor idéia de quantos gatos ainda têm por lá - é o grupo que nos traz mais preocupação, já que não temos muito apoio do pessoal que trabalha na área).

Além das colônias do parque, há uma colônia nos fundos da faculdada que fica no tereno do parque; quase todos os gatos de lá já estão casrados...

Retomando o relato...

Como sempre fazemos, passamos pelo parque para vermos como estavam as coisas, já que tia Rô está de férias. Ficamos bem contentes, pois tinha comidinha farta para eles nas caixinhas. Isso significa que ganhamos mais aliados. Tia Rô, ao sair de férias, preparou seu "exército". Uma moça ficou responsável pela alimentação de segunda a quinta e, outra, de sexta a domingo... que alívio!!!

Tiramos algumas fotos, é claro, mas não vimos todos os gatinhos. Já tinham enchido a barriguinha e estavam tirando a sesta em algum lugar fresquinho.

Vimos esses aqui (todos castrados):

Tigradinho da área da tia Rô

Bebê castrado que era do terreno da faculdade e que, agora, é da área da tia Rô
Tigradinho da área da lanchonete
Outro tigradinho da área da lanchonete
Pretinho da área da tia Rô

Não tiramos fotos dos gatinhos da área da montanha russa, mas estavam vários por lá.

Pegamos nossas "tralhas" (gaiolão, corda, etc, etc) e partimos para a faculdade. No período de férias o acesso é mais complicado, já que o portão que dá acesso do parque para lá fica fechado; então, temos que entrar pelo estacionamento dos professores (o pessoal da segurança já conhece as "doidas" e nos deixa entrar sem maiores problemas.

Fundos da faculdade


Chegando lá, vimos uma gata tricolor (não castrada) e, além do bebê cinza, havia mais dois: um tigradinho e um preto e branco (não fotografamos o tricolor). Como eles estavam sempre perto da tricolor, acreditamos que ela seja a mãe dos três.

Bebê preto e branco

Bebê cinza


Montamos a armadilha e nada de a tricolor entrar. Depois de muito tempo, ficamos preocupadas porque não havia alimento para os gatos e resolvemos começar a espalhar a comida. Demos uma grande bobeira e colocamos um pote de ração fora da gaiola. Aí, a tricolor (a bola da vez) encheu a barriguinha e não entrou na gaiola mesmo (é óbvio).

Tricolor não castrada enchendo a barriguinha
Até então não havíamos visto a cinza e branco (que chamamos de mamãe) nem a prateada. Ficamos meio preocupadas, pois foi a primeira vez que fomos ao local após asua castração.

De repente, do nada, elas apareceram... e com fome!!!

Levamos atum em lata e a mamãe ficou doidinha! Ela é uma comilona!!!


video


Quem "apareceu", também, foi a tricolor castrada. Está entre aspas porque ela nunca sai do buraco (acho que a única vez que saiu foi quando a capturamos).


Esse foi o resumo do dia: nada de capturas e, agora, um novo desafio: precisamos pegar a tricolor!!!!!! Mas se pegamos a Sandy e a Prateada, pegar a tricolor é só uma questão de tempo!

Nenhum comentário: