26 de jun de 2012

Gatos Encantados – MISCELÂNEA!!!!!!!

Eu queria muito ter um fundo musical para esse relato. Mas são tantos assuntos, que não achei nenhuma música com o tema “MISCELÂNEA”...

Então, dessa vez, vai sem música mesmo!

Semana passada, não fomos ao Parque.

Nunca mais vimos o Gatão Cinza e Branco. O segurança do Parque continua montando a armadilha e colocando comida.

Segundo ele, o Gatão, de vez em quando, aparece por lá.

O Gatão freqüenta outros lugares, fora do Parque e estamos chegando a conclusão que, por isso, nunca conseguiremos capturá-lo.

Ainda não decidimos nada...

E sexta-feira, 22 de junho, fomos para a Terra dos Gatos Encantados!

Aqui no Rio, por causa da Rio+20, foi um “meio feriadão”. Como trabalho em escola, meu final de semana foi prolongado. E a Sônia arrumou os horários dela para podermos passar uma noite em Araruama!

Além da oportunidade de passar DOIS DIAS com os Encantados, tínhamos duas grandes missões essa semana.

Pra quem acompanha o nosso Blog, não é novidade que a Mãezinha, nossa Mosqueteira sobrevivente da Faculdade, que estava em tratamento para esporotricose, recebeu alta.

E chegou o dia da Mãezinha conhecer a nova casa! A Terra dos Gatos Encantados!
Mãezinha estava indo pra casa! Mais um sonho se realizando!

Sônia, que cuidou dela por mais de um ano, estava muito aflita. Como não sentir falta de uma gatinha tão amada? Volta e meia, escorria uma lágrima dos olhos da Sônia.

Mas sabemos que viver na Terra dos Gatos Encantados, com pátio, espaço, abrigo, comida farta é muito melhor que um quartinho... E que Mãezinha jamais sofrerá por falta de amor e atenção. Afinal, Noêmia está lá, né?
Periga até a Mãezinha acabar se engraçando demais com ela! rs

Mãezinha viajava tranqüilamente na casinha de transporte.
Aliás, Mãezinha está uma bolinha. Muito gordinha e cada vez mais dengosinha e carinhosa!

Nossa segunda missão era trazer dois gatinhos (mãe e filhote), que vivem numa parada no meio da estrada, para castração aqui no Rio. Isso seria feito no sábado, quando estivéssemos voltando.

Paramos na loja da estrada para combinar com o gerente o resgate dos gatinhos no dia seguinte.
E, de repente, escuto Sônia me chamando aflitíssima!

Saí correndo da loja e vi um enorme pedaço de pão carregando um micro cachorrinho pela boca!

Pronto! Ficamos desesperadas!

A Mamãe Gata e o filhotinho nem ligaram para o cãozinho, que correu no potinho de ração deles.
Nos aproximamos do bichinho e o que vimos foi assustador!

O cachorrinho estava coberto de pulgas! Olhando mais um pouco, vimos que também estava coberto de carrapatos!

Aí, entramos em pânico!

Seria impossível ir embora deixando aquele bichinho pra trás. Sônia ligou para casa e falou com o André (o maridão!), que topou na hora deixar o cachorrinho ficar no lugar da Mãezinha, até poder ser colocado para adoção.

Por causa da captura dos gatos, estávamos com duas caixas de transporte no carro e colocamos o cãozinho “pulguentíssimo e carrapatildo” pra dentro da caixa e seguimos viagem.

Paramos mais adiante para comprar Frontline Spray e aplicamos no bichinho ali mesmo, na calçada da rua! Compramos ração para bebê canino e descobrimos que o cachorrinho era uma cadelinha!

Passando Frontline na calçada em frente à loja

Por causa das pulgas e carrapatos, a caixinha de transporte onde ela estava veio no meu colo. Não podíamos permitir que a Mãezinha pegasse uma pulga (ou carrapato) sequer, né?

Bem... quando chegamos na casa da Noêmia, antes mesmo de saltar do carro, falei que estávamos como um "Kinder Ovo". Afinal, a cachorrinha passaria a noite lá também. Mas, no coração da Noêmia cabe tudo e tínhamos certeza que não seria um problema!

Deixamos Mãezinha ficar mais um pouquinho da caixa de transporte dela e, com a caixinha de transporte, recheada de cachorrinha, pulgas e carrapatos, fomos direto para o tanque dar um belo banho no bichinho!

Devo confessar que, apesar de ter visto que a cachorrinha estava coberta de pulgas e carrapatos, fiquei assustada quando a molhamos! A quantidade era indescritível!

Trocamos umas 5 vezes a água da bacia, sem contar o tempo que ela ficou embaixo da torneira!

Esfrega, esfrega, esfrega, esfrega...

Colocamos um pote com álcool e fomos tirando pulgas e carrapatos. Por dentro das orelhas, entre os dedinhos, entre as almofadinhas, no focinho, no rabo, por todo o corpo!

Numa cachorrinha com, no máximo, dois meses de vida e super pequenina, tiramos mais de 200 carrapatos e umas 300 pulgas do corpinho dela!

Reaplicamos o Frontline Spray e a levamos um pouquinho para o sol (que estava bem fraquinho).

E então conseguimos ver o quanto ela é linda! Uma gracinha de cachorro! Pelagem curta, bege, com o dorso, o rabo (que tem a pontinha branca!), as orelhinhas e as patinhas num tom de bege mais escuro! Uma coisica encantadora!

Tomando solzinho


Brincou...

...rolou que nem croquete...

...depois ficou com soninho

Semana passada, ganhamos uma sacola de transportar cachorro para vender no Bazar e... adivinhem? Estava no carro ainda!

A linda sacolinha, doada pela Neida (mãe do Leopoldo), encontrou a sua dona!

Colocamos a cachorrinha, mega aliviada, no quarto com ração, A/D e água. Ela comeu, bebeu água, fez um xixi no tapetinho higiênico e entrou na sacolinha pra dormir! E dormiu o sono dos justos!

Tia Neida! Olha a bolsinha que você deu!!!!!!!!!!! É miiiiinha!!!!!!!!!!!!!!!!!

Tenho certeza que essa cachorrinha, nos seus dois meses de vida, nunca ficou um segundo sequer sem receber uma picada de pulga ou carrapato.

A bichinha era a alegria em forma de cãozinho!

Aí, fomos cumprir o que seria a nossa principal missão (que acabou ficando um pouquinho pra depois...), enquanto Noêmia ficou dengando a cachorrinha!

Era hora de apresentar Mãezinha para sua nova casa!

Momento tenso! Pois ela saiu da Faculdade e morou mais de um ano dentro do quartinho na casa da Sônia...

Mãezinha conviveu, na época do Parque, com a Printemps (Fera do Buraco), Tricolor Esmaecida e Linda Irmã. E, ainda assim, nunca as vimos juntas!

Entramos no Cafofo com a caixinha e abrimos a portinha. Sentamos no chão e esperamos!

Claro que o Branquinho, Benvindo, Gooordo e Cabeção logo se apresentaram.

Mãezinha saiu da caixinha e o FSSSSS rolou solto!

Mas o curioso que eles só se faziam FSSSSS. Ninguém levantou a patinha pra ninguém! Acho que estavam só se “xingando”... e não se chamando pra briga!

Uma observação: o narizinho da Mãezinha ficou com a pele beeeem fina e uma cicatriz meio fibrosada. Quando ela arranha o nariz, fica muito vermelho. Na última consulta, quando ela teve alta, a veterinária examinou e constatou que o vermelho era de machucadinho, mesmo. Mas vamos ficar de olho!

Mãezinha sendo recebida pelo Gooordo...

... e pelo Benvindo

Conhecendo a Sialatona

Ficamos lá um tempão. Limpamos os banheirinhos, trocamos os potes de água, distribuímos carinhos, fotografamos, aproveitamos para instalar os super arranhadores que a Sônia fez (carpete colado em Eucatex para prender nas paredes)... E assim passamos um tempão lá, monitorando tudo!

Arranhador instalado

Como íamos ficar até sábado, decidimos não fazer o faxinão na sexta. Quanto menos stress, melhor!

Fomos almoçar (quase escurecendo!) rapidinho para voltar para o gatil. Claro que, nesse intervalo, xeretamos a cachorrinha também!

Voltamos para o gatil e afofamos os gatos afofáveis. Mãezinha é uma afofável agora! Ficou no meu colo, me abraçou (ela abraça de verdade!), deu cabeçadinhas no meu pescoço...

Mãezinha afofável... quem diria!




A Filhota anda meio mal humorada! Aceita carinho de humanos, mas não quer conversa com nenhum dos gatos! Um mau humor...

Mas os outros gatos estão super mais calmos!

Já era de madrugada quando fomos dormir.

A cachorrinha, dormiu no quarto que Noêmia preparou para nós!

Claro que a bichinha se enroscou comigo! Dormiu de conchinha comigo! Uma micro conchinha! Como eu quase não me mexo dormindo, ela ficou bem enroscadinha, quentinha e tranqüila.

Claro que antes de pegar no sono, deu umas mordidinhas no meu pé! rsrs

Mas o mais engraçado, foi ela ter escolhido o pé da Sônia pra fazer xixi!

Acordamos cedo, cuidamos na nossa pequeníssima hóspede e fomos para o faxinão, com a super ajuda da Alice!

Mãezinha já estava do lado de fora do Cafofo, caminhando pelo pátio tranqüilamente. De vez em quando, cruzava com um ou outro gato e fazia um FSSSS, mas sem agressividade. O que achamos natural... São gatos, né?

Lavamos o chão dos cafofos e do pátio, limpamos os banheiros, os potes de comida, as caminhas, sacudimos as cobertinhas (ninguém fez xixi nas cobertinhas!!!!!!!) e afofamos os afofáveis mais um pouco!

Ficamos felizes em ver a Mãezinha escalando a grade (pois não foi tentando fugir! Foi como reconhecimento mesmo!), subindo nos telhados das casinhas e passeando pelo pátio.

É muito bonitinho ver a Mãezinha andando atrás da Noêmia. Onde a Nonô ia, Mãezinha ia atrás. Subiu no colo da Noêmia, deu cabeçadinhas...

Foi muito bom ver Mãezinha tranquila lá. Sônia ficou em paz, apesar de sabermos que ela vai sentir muita saudade da gatinha!

Sessão Mãezinha!!!!!


















Bem... ainda tínhamos que resgatar os gatinhos da parada da estrada e começamos a juntar nossas coisas pra vir embora!

E lá fomos nós... Cachorrinha “em punho”, caixinhas de transporte no banco de trás, Frontline Spray ao alcance da mão e partimos para resgatar a gatinha e seu filhote!

No caminho, descobrimos que a cachorrinha ia ocupar o lugar dos gatos na casa da Sônia!

Nosso acordo com o veterinário que vai castrar e hospedar os gatos, era de levá-los no domingo de manhã... Bem... “sobrou pra mim”... rsrsrsrsrsrs

Os gatinhos ficaram no banheiro da minha casa, o que é um pouco complicado porque só tenho um banheiro em casa e minha mãe (com 87 anos) se enrola com essa história de ter gato preso em algum lugar... rsrs

Mas, seria só por uma noite e a gente se ajeita, né?

Sônia ficou com a cachorrinha e eu com dois gatinhos!

A gatinha é encantadora! Ronrona muito e adora carinho! O filhote é um pouquinho mais assustado, mas é um anjinho! Não arranha, não reclama... só fica assustadinho mesmo!
Hoje de manhã cedo, levei os gatinhos para a clínica e eles serão castrados na terça-feira.

Estamos retomando as ações de captura, esterilização e devolução - CED: Mamãe e bebê hospedados no banheiro da Angela. Fofos demais!

Bebê

Mamãe

No dia 07 de julho, eles voltarão para a casa deles.
Claro que vou visitá-los na clínica...

Aliás, alguém tem uma caixa de transporte plástica quebrada para doar? Seria uma caminha excelente pra eles!

A cachorrinha, que o André “batizou”, temporariamente de ESTRELA (ela tem uma boa estrela...), também foi ao veterinário para fazer exames de sangue (eram tantos carrapatos, que ficamos preocupadas) e ser vermifugada. Segundo a veterinária, ela parece estar em ótimas condições!

Patrícia estava de plantão, hoje e examinou a pequena Estrela todinha! Olha ela aí vendo se ainda havia carrapatos no ouvidinhos! Não tinha nenhum! Fizemos um bom trabalho!!!!

E, hoje, falamos com a Noêmia sobre a Mãezinha!

A gatinha está se integrando com os outros gatos. Aos poucos, ela vai conquistar amiguinhos!
Nossa... nem falei sobre todos os outros gatos!

Mas, se falar sobre cada um deles, esse relato não terá fim! rsrs

Porém, podemos afirmar que estão todos bem! Lindos, gordos e cada vez menos estressados. Eles só não gostam muito da confusão que eu e Sônia fazemos durante o faxinão.

Quando a Noêmia chega perto da grade, aparecem muitos gatos para cumprimentá-la! Eles adoram a Tia Nonô!

É lindo de se ver!!!!!

E, pra não dizer que não falei de gatos... (Sônia, coloca aí um monte de fotos deles!!!!!)

Pronto, Angela: um monte de fotos colocadas!!!! Sem legendas, porque senão não termino hoje!!!!!!!!!!!!!!!! GATOS ENCANTADOS: DIFÍCIL NÂO SE APAIXONAR!!!!!!!!!




























Atualização em 26/06 - por Sônia

Domingo, dia 24/06, levei a Estrelinha à veterinária. Foi prescrito vermífugo e coletado sangue. A veterinária examinou tudo e olhou beeeem dentro do ouvidinho com o otoscópio e não achou nenhum carrapato.

Hoje, 26/06, retornamos para saber o resultado do exame de sangue. Ela está ligeiramente anêmica, com as taxascompatíveis com babésia. Então, será iniciado um protocolo para tratamento dessa doença,apesar de ainda assintomática.

A veterinária que a examinou hoje é dermatologista e indicou um shampoo manipulado para combater fungos, pois há algumas áreas contaminadas.

No mais, ela está ótima! Come muuuito, brinca muuuuito e não chora.De sexta-feira para hoje só latiu uma vez. É uma fofa e faz muita gracinha quando recebe visitas.