30 de mai de 2011

Gatos Encantados – A saudade dói como um barco...

Ontem, 29/05/11, fomos ao Parque.

Mais uma vez, fomos apenas na Cidade Fantasma. Ainda não estamos autorizadas a entrar no Parque.

Levamos 50 quilos de ração para entregar ao segurança que está colocando comida para os nossos Gatos Encantados.

Soubemos que estão todos por lá e, certamente, com tantas saudades da gente quanto nós deles.

Na Cidade Fantasma, eu e Sônia ficamos olhando pela cerca que nos impede de aplacar a dor dos nossos corações, na esperança de ver algum dos nossos queridinhos... Mas foi em vão.

Semana que vem, vou pedir que o segurança os fotografe! Não sei se vi dar certo, mas vou tentar.

No Cafofo, o consumo de ração foi grande. Estamos achando que existem mais gatos comendo lá atualmente. Estamos deixando dois comedouros grande cheios e a ração quase acaba em uma semana.
Mas não temos como saber quais gatos andam por lá.
Nem a Cor de Rosa apareceu ontem.

Estava ventando muito e fazia muito frio, com um pouco de garoa de vez em quando. O clima perfeito para os gatos ficarem bem aconchegados em seus esconderijos.

Bem, lágrimas guardadas, cafofo limpo e abastecido, fomos embora... sem fotos de nenhum gato e sem o alento de ver, ao menos, a Cor de Rosa...

Na volta, ficamos pensando que não tínhamos nada para contar pra vocês...

Mas lembramos de uma outra coisa.

Sexta-feira, dia 27/05/11, fui visitar o Bebê... quer dizer, a Noêmia.

E isso é uma parte boa de toda essa história! Aliás, uma parte maravilhosa!

Bebê está uma beleza!

Fiquei super emocionada, pois Bebê reconheceu a minha voz e me fez uma linda festa! Rolou nos meus pés, ficou no meu colo... Coisa mais querida, viu?


Quem ama não esquece!!!!!!!!!!!


Bebê está gooordo. Com o “corpitcho” que ele tem hoje, seria impossível dar carona de colo pra ele.

Corpitcho bacana


Vi o Bebê brincar de “esfregão” nos pés da nova mãe dele. Ele se agarra nos pés dela e ela puxa a perna, arrastando ele pelo chão! Ele adora isso! Rs

Complexo de "esfregão"

Vi o Bebê brincar com vários brinquedinhos, coisa que nunca tinha visto antes, no Parque. Sempre comentávamos que os gatos do Parque não brincavam, né?

Descobri o que faz um gato ser brincalhão! É a tranqüilidade, a paz, a segurança, o amor... a certeza que pode relaxar. Que não precisa ter medo, não precisa estar atento aos perigos...

Bebê agora brinca!

Vi Bebê escolher em qual caminha queria descansar... várias camas espalhadas e, claro, como qualquer outro gato, preferiu deitar na fruteira.

Vi Bebê em cima da geladeira, recebendo colo e carinho de todos os membros da família...

E fiquei ainda mais emocionada. Saber que conseguimos dar um lar de verdade para esse gatinho, vê-lo tão feliz, saudável, amado e protegido foi um grande alento para esses dias tão difíceis que estamos vivendo.

Bebê se preparando para fazer bobagem

Aí, fiquei pensando no quanto ainda temos pela frente.

A construção da Terra dos Gatos Encantados vai ser a realização de um sonho (obrigada, Noêmia! Talvez você nunca saiba o quanto lhe seremos gratas... eternamente.), porém, como todos já sabem, vamos precisar de toda a ajuda possível.

Mas vamos até o fim! Construiremos a Terra dos Gatos Encantados e a faremos um paraíso para os nossos queridinhos!

Essa será a realização do nosso sonho e do sonho dos Gatos Encantados!


Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais

22 de mai de 2011

Gatos Encantados – Arrumando as malas...

Sexta-feira, 20/05/11, fomos ao Parque.

Quer dizer, continuamos sem entrar no Parque. Mas fomos para a Cidade Fantasma, na Faculdade, para reabastecer e limpar o Cafofo.

A saudade só aumenta... Mas temos certeza que estão sendo alimentados e que estão bem.

O segurança sempre dá notícias ao nosso Anjo-da –Guarda e ele (obrigada, Gilson) nos repassa as notícias.

Aproveitamos para levar 50 quilos de ração para os Encantados. Deixamos com o segurança e saímos de lá com o coração super apertado.

Na Cidade Fantasma, a Cor-de-Rosa apareceu linda, “loira e japonesa” pra gente. Ganhou QUATRO sachezinhos (como é gulosa!).

Só a Cor-de-Rosa de novo!!!!!!!!!!

Semana passada, deixamos dois comedouros, pois nas outras semanas eles comeram a ração toda e não queríamos que ficassem sem comida. O consumo de ração foi grande, mas ainda tinha bastante comida nos comedouros. Isso nos deixou bem tranqüilas.

Bem... agora vamos falar sobre o “arrumar as malas”!

Os Gatos Encantados já têm para onde ir!

Vamos construir a Terra dos Gatos Encantados.

A Noêmia comprou uma casa em Araruama e nos cedeu um espaço para construirmos o espaço onde viverão “felizes para sempre”.

Nós continuaremos a ir todas as semanas, bancar a alimentação deles, os cuidados veterinários... ou seja, tudo como sempre mas em outro endereço.

Os cuidados diários com os gatos será de responsabilidade dos caseiros, a quem daremos uma “mariola” por mês.

São cerca de 100 metros quadrados, que precisaremos colocar grades, construir as partes fechadas, construindo um lugar seguro e confortável para eles.

Para manter a paz entre eles, teremos que construir três partes cobertas, dividindo o espaço em três micro-colônias.

Hoje, domingo, fui conhecer o local. Fiquei feliz, animada e assustada!

Teremos um gasto imenso na construção da Terra dos Gatos Encantados:

- Construir as fundações para o gradil,
- Instalar e comprar o gradil (tem que ser bonito... será no jardim da casa!),
- Construir três partes fechadas, colocar placas de concreto no chão, deixando três ilhas de pedrinhas para eles usarem como banheiro,
- Colocar gradis na cobertura...

Enfim, para nós, que não temos recursos, uma grande obra.

Enquanto isso, temos que continuar a ir no Parque até estarmos com tudo pronto para começar as capturas.

É trabalho para “gente grande” e estamos um pouco assustadas.

Vamos precisar de todo o tipo de ajuda.

Ajuda financeira, ajuda nas capturas e transporte...

Como todos sabem, o projeto Gatos Encantados é sustentado com a venda dos produtos do Bazar Encantado. Se dependermos dessas vendas, teremos que fazer escolhas... Compramos ração ou tijolos? Ração ou gradis? Ração ou o pedreiro?

Então, decidimos “vender” pedacinhos das paredes dos Cafofos para quem quiser ajudar.

A princípio, temos uma previsão de gasto com construção de algo em torno de 15 mil reais.

Claro que “coçaremos” nossos bolsos, “extorquiremos” algum recurso dos amigos mais íntimos e familiares... Mas é muito dinheiro, né?

Então, quem quiser, pode ter a sua ajuda eternizada nas paredes da Terra dos Gatos Encantados (que poderá ser visitada!!!).

Faremos um lindo cartão, com o nome do colaborador, que receberá, pelo Correio, um igual ao que será emoldurado e colocado, para sempre, nas paredes da Terra dos Gatos Encantados.

O compromisso do colaborador será participar com R$ 30,00 (trinta reais) por 10 (dez) meses consecutivos. Claro que aceitaremos (e felizes) doações maiores!

Precisamos de adesões... Precisamos saber quantas pessoas querem estar junto dos Gatos Encantados nessa empreitada para transformar a vida desses gatos mais segura e feliz.

Por isso, o título desse relato é "arrumando as malas"... E não vemos a hora de estar com as "malas prontas"...



15 de mai de 2011

Gatos Encantados – Tão perto, tão longe...

Hoje, 15 de maio de 2011, fomos ao Parque.

Igual a semana passada, infelizmente, não pudemos entrar no Parque.

Não podemos afirmar, mas parece que o terreno está sendo, enfim, negociado e, achamos que se trata de um inventário que está sendo feito lá.
É compreensível que não permitam a entrada de “estranhos” aos quadros do Parque.

Claro que quem está dizendo isso é o meu lado racional. Pois o meu coração está sangrando...

Então, não fomos ao Parque.

Nosso anjo-da-guarda, o Gilson, e um funcionário estão cuidando para que nada falte para os Gatos Encantados. Por sorte, da última vez que fomos lá, deixamos 50 quilos de ração, que está sendo distribuída nas “praças de alimentação” do Parque.

O Gilson sempre nos dá notícias e sabemos que ele ama aqueles gatos tanto quanto nós. E isso nos dá um pouco de tranqüilidade.

Eu e Sônia (Noêmia não foi hoje) fomos apenas na Cidade Fantasma. Pois lá não tem ninguém para repor ração no Cafofo.

Quando chegamos, de carro, vimos a linda Cor-de-Rosa chegar correndo ao nosso encontro. Ela já conhece o barulho do carro!

Cor-de-Rosa e o sachê - com narração

Ou está fazendo isso para amenizar a dor que estamos sentindo... Gatos são sensitivos, né?

Cor-de-Rosa - só dá ela!!!!!!!



Bem... o consumo no Cafofo foi total! Não tinha um grão de ração nem no chão! Até o comedouro estava fora do lugar...

Achamos que os gambás descobriram o Cafofo. Pois gatos são mais educadinhos!

Dessa vez, colocamos de volta o segundo comedouro!

Cor-de-Rosa ganhou QUATRO sachês! Colocamos dois no pratinho e ela devorou. Aí, ficou miando, pedindo mais, e colocamos mais um sachê.

Enquanto limpávamos o Cafofo e abastecíamos os comedouros e o bebedouro, ouvimos a Cor-de-Rosa miar... e demos o quarto sachêzinho.

É muito estranho estarmos tão perto e tão longe dos nossos amadinhos.

Mas estamos torcendo muito para que tudo volte ao normal na próxima semana.

Ainda não podemos fazer muito estardalhaço disso, mas achamos que já temos a solução definitiva para os Gatos Encantados.

É a médio prazo e precisaremos de dinheiro para construir o cantinho deles. Se tudo der certo, eles serão felizes para sempre, como em um conto de fadas!

Vamos precisar vender muitos Produtos Encantados e vender muita rifa!

Precisaremos muito do apoio e ajuda de todos para construir a Terra dos Gatos Encantados.

Hoje o relato será curto, mas tem fotos lindas da Cor-de-Rosa e até um filminho dela.

E ajudem na torcida para que tudo se resolva para a semana que vem!!!!!

7 de mai de 2011

Gatos Encantados – Cadê a comida que estava aqui?

Hoje, 07/05/11, foi um dia diferente.

Saímos cedinho, eu, Sônia e Noêmia, levando os Bebês para o Lar Temporário, na casa da “tia” Juliana.

Claro que a Sônia se perdeu algumas vezes na ida, mas conseguimos chegar lá!

Os Bebês foram super bem recebidos pela “tia” Juliana. Aliás, vale ressaltar que a Juliana tem gatos lindíssimos! Cada um mais lindo que o outro!

Obrigada, Juliana! Seu carinho com os Gatos Encantados é antigo e somos muito gratas por isso!

Bem... os filhotes estão gordinhos e muito fofos! Fazia uma semana que eu não os via e impressão que tive é que dobraram de tamanho!

No carro, eles foram brincando com a Noêmia. Uma das pretinhas ficou de “mãos dadas” com a Noêmia uma boa parte da viagem! Um encanto!

Gatinhos super bem acomodados num quarto inteirinho para eles, fomos para o Parque.

Hoje, como disse, foi um dia diferente.

O Parque estava com uma manutenção interna e somente os funcionários podiam circular por lá.

Soubemos disso hoje de manhã e ficamos apreensivas. Porém, o nosso Anjo da Guarda, o Gilson, cuidou de tudo e os comedouros foram devidamente abastecidos.

Portanto, hoje não teve Banquete, fotos e nem a visita que amamos fazer. Mas sabemos que está tudo bem com os gatos.

Semana que vem, mataremos as saudades, distribuiremos carinhos e levaremos um super Banquete para todos.

Fomos, então, apenas na Cidade Fantasma.

Mais uma vez, o comedouro do Cafofo estava zerado!

Estamos desconfiadas que os gambás descobriram o “endereço” do Cafofo. Pois dificilmente os gatos comem até o último grão de ração.

“Cadê a comida que estava aqui? O gato comeu???”

Trocamos a água do bebedouro, abastecemos o comedouro e limpamos o Cafofo.

Claro que a Cor de Rosa apareceu para ganhar os seus TRÊS sachês. Ela adora os sachês e está chegando cada vez mais perto da gente.

Não sabemos de onde ela vem... A gatinha aparece do nada! As vezes vem da direção do Parque e outras da direção oposta. E, as vezes, “brota” do chão!

A Cor de Rosa está linda, gordinha e faladeira! E é a única gata que aparece por lá.

Cor-de rosa
Hoje o dia foi só dela!!!!!!!!!!!!!
Lambe, lambe...
... e come de novo!!


Mas conversamos com o segurança da Faculdade e ele disse que viu uns três ou quatro gatos perto do Cafofo outro dia, no final da tarde.

Vamos tentar ficar até o final da tarde na semana que vem. Queremos muito saber que gatos são esses!

Apesar da tristeza por não podermos ir ver os gatos do Parque, sabemos que podemos contar com o pessoal de lá, para que eles sejam super bem tratados.

Mas fizemos planos... muitos planos, que vamos compartilhar com todos em breve...




2 de mai de 2011

Prestação de contas - abril 2011

A prestação de contas está separada em duas partes. Iniciamos uma campanha para a compra de uma caixa com 5 testes FIV/FeLV; algumas pessoas já aderiram. Então, há uma planilha com as doações e despesas gerais e uma com as doações (e daqui a pouco despesas) direcionadas para os exames.










1 de mai de 2011

Gatos Encantados – Era uma vez três gatinhos...

Hoje, 01 de maio de 2011, fomos ao Parque.

Dessa vez, fomos só eu e Sônia. Noêmia, a nossa terceira mosqueteira, foi resolver coisas importantíssimas. Nonô... você não tem idéia do quanto faz falta, viu?

Um lindo dia de sol, gatoeira a bordo, saímos bem cedinho...

O objetivo de hoje era capturar os três bebês da entrada de carros do Parque. Um tigradinho e dois pretinhos... lindos!

Era uma vez três gatinhos...

Decidimos ir direto para o Parque. Não sabíamos quanto tempo demoraríamos para capturá-los e preferimos fazer isso logo na chegada.

Sônia fez uma “gambiarra” na nossa armadilha para que ela só fechasse depois que os três bebês entrassem.

Assim que chegamos, vimos que o pessoal do Parque tentou capturá-los. Improvisaram uma caçamba com cordinha na porta. Ficamos felizes em ver a preocupação deles com os Bebês.

Tentativa do pessoal do parque... achamos fofo!!!!!!!!!!!!!

Montamos a armadilha com a gambiarra e fizemos o caminho de “João e Maria” com pedacinhos de Whiskas Sachê.

A cena era muito bonitinha... Os três irmãozinhos andando em volta da armadilha, comendo os petiscos... Mas nada dos três entrarem juntos.

Curiooooosos!!!

Até que os dois pretinhos entraram e foram até o fundo da armadilha comer o petisco no pratinho... e Sônia puxou a corda! A gambiarra deu certo!!!

Dois gatinhos pretos capturados e bateu um medo danado do tigradinho ter ficado muito assustado e sumir.

Opa! Dois prontos para serem capturados!

Transferimos os bebês para a caixinha de transporte e remontamos a gambiarra (dá-lhe, Sônia!!!).

Mas o tigradinho ficou assustado, embaixo da pedra. Nem o flash da câmera fotográfica fazia ele se mexer dali!

Tadinho! Essa é (era) a casinha deles!!!!

Resolvemos deixar a armadilha montada enquanto a gente ia ver os gatos da Frente do Parque. Talvez o tigradinho ficasse mais tranqüilo e, na volta, tentaríamos capturá-lo...

Fomos até o carro, levando a caixa de transporte com os pretinhos capturados e pegar as nossas tralhas.

Mas resolvi voltar pra dar mais uma olhadinha... e o tigradinho estava entrando na armadilha.

Fiz sinal pra Sônia vir em silêncio para puxar a cordinha... e ficamos como estátuas.

O Tigradinho ENTROU na armadilha e Sônia puxou a cordinha!

Capturamos os TRÊS bebês!!!

Tigradinho na armadilha

Transferimos ele para a caixa de transporte, junto com os irmãos. Como são muito pequeninos, ficaram bem instalados e juntos, para ficarem calmos.


Caixa de transporte “recheada” de gatinhos no carro, fomos rapidamente cumprir as nossas doces obrigações com todos os outros gatos.

Passamos pela Favelinha e chamamos pelo Bebê... só pra não perder o hábito! rs.

Nossa chegada no Reduto, como sempre, foi uma festa!

Os gatos correram ao encontro do carro. Sempre temos uma recepção digna de um superstar... rsrs Todos correm e fazem uma grande algazarra!

Filhota, Mamãe da Filhota, Patynho, Gooordo, Absoluta Sophie, Pacinha, Pretinho que só come ração seca, Linda Irmã (pasmem!!!)... Todos correndo ao nosso encontro.

Saí do carro e filmei... Inclusive o Patynho rolando no chão como um croquete (viu, tia Cris?)

Croquete de gato

Logo depois chegaram a Sialatinha e a Sialatona.

Sem a ajuda da Noêmia, foi difícil controlar a gataria. Eles miavam muito, só faltavam subir na gente!

Estão mal acostumados... Noêmia sempre leva franguinho cru e cozido... e hoje só teve Banquete, mesmo!

Mas eles adoraram.

Patynho... um Príncipe!
Gooordo!!!!!!!!!!!
Esperando a comidinha!!
Sophie... é ou não é uma gostosura?
Sialatinha

Sialatona
Papando
Filhota e Sophie ajudando a preparar o banquete, como sempre
Trairinha
Pançola

Tínhamos que ser rápidas, por causa dos Bebês, né?

Enquanto eles se deliciavam, preparei o Banquete dos Gatos da Colônia Tigrada e fomos para lá.

Só apareceram quatro gatos. Isso nos deixou um pouco tristes. Gostamos muito quando aparecem mais gatos.
Trairinha estava por lá. Linda, “loira” e rabugenta... Que gatinha mal humorada, sô!

Só vimos quatro Tigrinhos, hoje... :(

Voltamos rápido para o Reduto e Trairinha foi atrás... certamente porque queria “criar caso” por lá também...

Sophie e Gooordo atravessaram o portão para nos receber na “fronteira” entre as colônias. Uns fofos!

Enquanto eu preparava o Banquete dos Gatos da Frente do Parque, Sônia colocou alguns sachês nos “restos mortais” do Banquete e foi uma festa!
Todos foram fazer a segunda boquinha.
E foi nessa hora, que Trairinha fez juz ao nome!

Trairinha gosta mesmo é de comer e criar caso!

Bem, deixamos os gatinhos comendo e partimos para a Frente do Parque.

No Clube da Luluzinha estavam as quatro meninas! Sandy, Melancia (ps by Sônia... Melancia é macho!!!), a Gordinha e a Pio! Fazia tempo que não víamos as quatro juntas!

Melancia e Pio
Sandy e Gordinha
Gordinha

No Clube do Bolinha, vimos os Três Mosqueteiros! Júnior, Cabeção e Branquinho!

Branquinho
Cabeção

Júnior


Ficamos bem felizes!!! É tão bom quando vemos todos os gatos de cada colônia...

Servimos Banquete para todos, apertamos o Branquinho (que saudade!!!) e fomos para a Cidade Fantasma.

Nossa preocupação eram os Bebês... mas eles estavam bem tranqüilos. Juntos, se sentem mais protegidos, né?

O consumo de ração na Cidade Fantasma foi impressionante!

Comeram T-U-D-O!

Mas quem são esses gatos???

Cor-de-Rosa apareceu! Ganhou dois sachês! E pediu mais... Claro que ganhou o terceiro...
Ela está linda demais! Tem uma das pelagens mais lindas que já vi!
Ficou em volta do carro, parecendo um pouco aflita... mas certamente era por causa dos miadinhos dos Bebês.

Cor-de- Rosa - a foto não mostra como ela é liiiinda!!!!!!!!!!

Reabastecemos o comedouro do Cafofo, limpamos, trocamos a água e partimos.

Sônia vai ficar com os Bebês em casa por uma semana, na Cat Caverna (nome artístico do banheiro), até eles irem para um Lar Temporário, onde ficarão por dois meses.

Bebês assustados na Cat Caverna

Precisaremos de um novo Lar temporário para eles, até termos o Cantinho Encantado para levá-los. Não queremos levá-los de volta ao Parque. Serão castrados, assim que tiverem idade, e, se tudo der certo, eles nunca mais voltarão para lá!

Não vimos nenhum dos outros gatos que vimos nas semanas passadas. Mas não vamos desistir deles!

Noêmia, pelo que entendi dos miados dos Gatos Encantados, eles diziam: “Cadê a tia Nonô? Estamos com saudade dela!!!”

Bem... esse foi um dia e tanto! Conseguimos realizar tudo o que queríamos e os Bebês, agora, estão em segurança, no banhei... ops, na Cat Caverna da casa da Sõnia!

Teremos TRÊS castrações em breve! Compra de ração, tratamento da Mãezinha e outras despesas que sempre aparecem...

Por favor, se tiverem que dar um presente, lembrem-se dos produtos do Bazar Encantado... Acho que nunca precisamos tanto vender nossos produtinhos!