23 de out de 2010

Gatos Encantados – Explode, coração...

Hoje, dia 23/10/10, fomos ao Parque.

Estávamos decididas a ir primeiro no Parque... Mas uma vontade imensa de fazer xixi, nos levou, primeiro para a Cidade Fantasma. No Parque, temos poucas oportunidades de usar um banheiro... rs

Como dissemos antes, continuamos indo na Cidade Fantasma. Mas, como não temos o que falar de lá, ficamos quietas...

Bendito Xixi!

Abrimos o Cafofo e vimos que o consumo de ração tinha sido muito maior que das últimas semanas. Isso teria um monte de significados... Não foi motivo para grandes festejos.

Porém, quando saímos do Cafofo para buscar ração para reabastecer os comedouros, eis que surge... a MÃEZINHA!!!!!!!

Fui a primeira a vê-la! Gritei pra Sônia: “É a Mãezinha!!!”

Juro que pensei que ia infartar! Meu coração batia no pescoço, meus olhos se encheram de lágrimas e eu ria e chorava ao mesmo tempo...

Sônia ficou totalmente catatônica! Meio sem conseguir falar e falando, meio sem conseguir chorar e chorando, meio sem conseguir rir e rindo!

Nossos corações, realmente, explodiram!

Corremos para dar um Whiskas Sachê para a nossa princesinha!

Mãezinha saboreou o sachezinho e ficou por perto... Miava, conversando com a gente... Estava um pouco desconfiada, o que é compreensível, pois ficou um tempão sem ter contato conosco, né?
Aí, preparamos um Banquete, como os de “antigamente” pra ela. E Mãezinha não se fez de rogada... Atacou o Banquete também!

Ô, Mãezinha! Que saudades estávamos de você!!!

Percebemos, ainda, que as caminhas estavam usadas... e, fazendo uma pesquisa nos pêlos deixados nas cobertinhas, verifiquei uns pelinhos preto-e-brancos...

Isso pode significar a volta dos nossos 4 Mosqueteiros!

Bendito Xixi! Pois se fôssemos primeiro ao Parque, poderíamos perder o encontro com a Mãezinha por incompatibilidade de horários...

Ficamos um pouco por ali, mas nenhum outro gato apareceu.

Resolvemos, então, continuar a nossa Jornada e partimos para o Parque.

Hoje conseguimos entrar com o carro - o VPPI (Veículo Poluente Politicamente Incorreto), o que é ótimo... Pois carregar peso é chaaaato, né?

No caminho para o Reduto, paramos na Favelinha do Bebê e o chamamos.

A vida nunca é perfeita, né?

Bebê não respondeu nem apareceu.

Fomos para o Reduto, na esperança dele ter se mudado de vez para lá... Qual o quê!

Os gatos do Reduto vieram ao nosso encontro, como sempre. Mas eu larguei Sônia se virando sozinha com o Banquete e voltei pra Favelinha do Bebê.

Chamei, entrei nos casebres, no mato... Nada de Bebê.

Voltei para o Reduto com as mãos abanando, para decepção da Sônia e minha.

Todos os gatos apareceram por ali.

Sophie, Patynho, Gordo, Mamãe, Filhota, a Sialatinha (ex) fujona (sem fotos... ela foge rápido feito um corisco), a irmã Linda da Sialatinha, a Sialatona (reparem na foto o detalhe da patinha dela: tem “pintas”), o Pretinho que só come ração seca, o Pretinho sem nome (onde estão as sugestões de nome pra ele?), a Gatinha Mordedora do Quiosque...

Receita para preparar o banquete (de pobre):
1 - lave beeeem as mãos;
2 - abra uma latinha de ração úmida e misture bastante água (1 latinha e meia tem que dar para 10 gatos);
3 - Misture bem a ração seca de sempre (os gatos pensam que é ração diferente)
4 - Agora, é só servir e se deliciar observando a alegria dos gatinhos


O banquete que não pode faltar

O gordo em toda sua "belezura"

A irmã da Sialata, cada dia mais pertinho!
Filhota papando em dois ângulos

Sialatona e sua patinha pintada

E nada do Bebê...
Fomos, então, levar o Banquete dos gatos da Colônia Transferida.

No caminho, eis que surge... o BEBÊ!!!!!!

Veio como sempre: Miando!

Sentamos no chão, no meio do caminho, e deixamos ele comer do Banquete dos gatos da outra Colônia.

Eu e Sônia parecíamos duas crianças... Sentadas no chão, na terra, esperando Bebê saciar a gula e rindo a toa.

Pediu para ser lindo e entrou na fila duas vezes!

Fome do Bebê saciada, seguimos para a Colônia Transferida, com ele nos seguindo! Ele realmente é o nosso “companheirinho”.

Bebê fazendo gracinha


Fomos abordadas no meio do caminho pelo outro Gatinho do Quiosque (não consigo lembrar se é macho ou fêmea). Fizemos um Pit Stop pra ele (ou ela) dar uma beliscada...

Quando chegamos na Colônia Transferida, os gatos foram se chegando... E, dessa vez, foram muitos gatos... OITO gatos!

Deu super certo esse novo ponto de alimentação

A gente sempre vê, no máximo 5 gatos por ali. Sabemos que são mais, mas fazia tempo que não os víamos.

Hoje, vimos gatos que não víamos há muito tempo... Cerca de 1 ano ou mais!

Bem... Voltamos para o Reduto, com o Bebê como companheiro, e ficamos por ali um tempinho. Gostamos de ficar perto deles.

Fiz bastante carinho na Filhota, que já aceita os carinhos sem medo nenhum.
É impossível descrever a emoção que sentimos quando fazemos carinhos em um dos Gatos Encantados. São 3 anos de espera, né?

Ainda faltava ir na Frente do Parque. Saímos “a francesa” por causa do Bebê.
Sempre achamos que ele pode tentar nos seguir... e queremos tanto que “fixe residência” no Reduto...

Bem, chegamos na Frente do Parque.

No Clube do Bolinha, Júnior e o Tigrão (amigo dele) logo se apresentaram. O Branquinho estava em cima da laje e não conseguimos fazê-lo descer. Mas deixamos Banquete suficiente pra ele também.

Eu acho que eu vi um gatinho!

No Clube da Luluzinha, só vimos Melancia (ele ou ela?) e a Tigradinha quase obesa (está uma “antinha”).
Mas também deixamos Banquete suficiente para a Sandy e a Gatinha da Piometra.

Melancia e Tigrada quase obesa em momento relax total

Enfim, Missão Cumprida!

Com o coração cheio de alegria e esperança, fomos embora do Parque dos Gatos Encantados, para mais uma semana de espera... Pois, pra mim, a semana nada mais é do que o período de tempo que separa minhas idas ao Parque... rs

Na semana que vem, só iremos no Parque na segunda-feira, dia 1٥ de novembro.
E vamos dispostas a fazer um faxinão no Cafofo.
Vamos lavar o chão, esfregar, trocar a “roupa de cama”... Afinal, se a Mãezinha está por lá, os nossos 4 Mosqueteiros vão gostar muito de ter a casa limpinha, né?

Ah... aceitamos ajuda para o Faxinão!!!!! As inscrições estão abertas!!!

17 de out de 2010

Gatos Encantados – No News – Good News!!

Hoje, 17/10/10, fomos ao Parque.

Entramos pela frente do Parque sem o carro... Carregando dois baldes de ração, mais latinhas, mais potinhos... e SEM o VNPPC (veículo não poluente politicamente correto).
Sônia não levou o vulgo carrinho de feira!

Tivemos que carregar mesmo! (mais politicamente correto, impossível!) rs

A primeira coisa que fizemos foi verificar se os comedouros da frente do Parque estavam com ração. Os dois tinham comida.

Fomos direto verificar as outras colônias. O Banquete podia ficar pra depois, né?

Passamos pela Colônia Transferida e também tinha comida... e, então, fomos para o Reduto da “tia” Sônia.

Todos os gatos estavam lá. Sophie, Gordo, Patynho, Mamãe e Filhota, a Sialatona, a Sialatinha, a irmã linda da Sialatinha (esses dois ficam de longe... só se aproximam quando estamos bem longe), dois Pretinhos... menos o Bebê.

Pérola Negra te amo te amo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sophie!!!!!!!!!!!!!!!!
Trabalhar, trabalhar, trabalhar prá que... se eu trabalhar eu vou morrer... Gordo!!!!!!!!!!!!
Tchau preguiça, tchau sujeira, adeus cheirinho de suor... Patynho!!!
E tomar banho de sol... Mamãe!!!!!!!!!!

No rancho fundo, bem prá lá do fim do mundo... Sialatinha e sua irmã... looooonge!!!!!!!!!!!!

E fomos buscá-lo! Tivemos como companhia a Filhota. Ela foi atrás da gente, miando... ora correndo um pouquinho, ora andando devagar... Coisa mais querida!

Você vai me seguir, aonde quer que eu vá... Filhota!!!

Bebê no colo, voltamos ao Reduto para preparar o Banquete.

Claro que todos os gatos ficam ansiosos... Nos cercam, andam atrás da gente pra todo o lado... rsrs Muito fofos!

Marcha soldado, cabeça de papel... todos nos seguindo!

Enquanto eu preparava o Banquete, Filhota, sem nenhuma cerimônia, subiu no carrinho (onde eu preparo as coisas) e roubou alguns pedacinhos da ração úmida (com o meu consentimento, claro!)

Banquete servido, inclusive um potinho para a Gatinha do Quiosque e outro de ração seca para o Pretinho que não come ração úmida, preparei o Banquete dos gatos da Colônia Transferida.

Você tem fome de que? Gatinho ainda sem nome que só come ração seca... vamos batizá-lo?

Comer, comer, comer, comer é o melhor para você crescer

Para deixar a irmã linda da Sialatinha e a Sialatinha comerem do Banquete, fomos rápido levar o petisco para a outra Colônia.

Lá fomos nós... e o Bebê nos seguindo!

Caminhando contra o vento, sem lenço, sem documento... Bebê!!!

No meio do caminho, a Sialatona apareceu e pediu comidinha... A Gatinha do Quiosque também nos seguiu.

Ela comeu meu coração, trincou, mordeu, mastigou, engoliu, comeu... Sialatona!!!


Na Colônia Transferida, quatro gatos nos esperavam ansiosos. Afinal, já tínhamos passado por lá e não servimos o Banquete, né?

Água no feijão que chegou mais um... gatos da colônia transferida

A gatinha linda de narizinho “manchado” estava por lá hoje!

Esse seu olhar, quando encontra o meu... Narizinho!!!

De volta para o Reduto - eu, Sônia e Bebê -, resolvemos ficar um pouco por ali.

Queríamos ter certeza que a Filhota tinha se rendido aos carinhos humanos. Ainda não tínhamos feito carinho nela hoje!

Bem... Sentadas no chão, fotografei Sônia com o Bebê no colo e Sophie deitadinha pra ganhar carinhos!

Faça o que quiser eu me rendo, mas me faça feliz!!!!!!!!!!!!!!!! Bebê e Sophie!!!

Até que me aproximei da Filhota... e ela se deixou acariciar... Fechou os olhinhos e tudo! Fiquei toda boba! Achei que era pessoa mais importante da “vida” da Filhota...

Mas isso durou muito pouco!

Logo depois, Sônia também fez carinhos na Filhota! Rsrs

Acho que Filhota se rendeu de vez aos carinhos humanos!

Um dia gatinha manhosa eu prendo você no meu coração... Filhota!!!!!!!!!!!!!!!!
E chegou a hora de irmos levar uma comidinha gostosa para os gatos da frente do Parque.

Bebê ficou nos olhando de longe... enquanto íamos embora, ele ficou sentadinho perto dos outros gatos, mas nos acompanhando com o olhar... Dá uma dor no coração...

Hoje, na frente do Parque, só vimos o Júnior, o Tigrão amigo dele e Melancia.

Com um lindo salto leve e seguro, o gato passa do chão ao muro... Melancia!!!

Uma noite longa, pra uma vida curta, mas já não me importa, basta poder te ajudar... Júnior!!!
Lindo... e eu me sinto enfeitiçada... Tigradinho!!!

Servimos Banquete pra eles e deixamos o suficiente para os outros.

Não vimos os outros gatos hoje. A cada dia está mais difícil saber por onde andam a Cor de Rosa, a Escaminha e seus filhotes...

No deserto em que tudo aquilo se transformou, os gatos, agora, têm acesso livre e sem riscos por todo o Parque. São mais de 300 mil metros quadrados de “cantinhos”... É impossível saber por onde andam.

Claro que também continuamos a monitorar a Cidade Fantasma... Mas não temos nada pra falar sobre lá.

Esse foi o nosso Dia Encantado... Sem grandes aventuras, sem grandes novidades...

Mas estão todos bem...


"... Amanhã será um lindo dia,
da mais louca alegria que se possa imaginar,
amanhã, apesar de hoje,
será a estrada que surge pra se trilhar,
amanhã, mesmo que uns não queiram,
será de outros que esperam ver o dia raiar..."

12 de out de 2010

Gatos Encantados – O primeiro carinho aceito...

Hoje, 12/10, fomos ao Parque.

Combinamos com o nosso “anjo da guarda” de lá que ele iria no domingo colocar comida para os gatos e, portanto, decidimos ir hoje. Eles não trabalhariam ontem e hoje e achamos que seria mais importante que fôssemos hoje.

Por intuição da Sônia, fomos primeiro para o Parque.

Grande intuição!

Os gatos e as gambás tinham comido TUDO... Não tinha um grão sequer de ração nos comedouros!

Os gatos estavam com fome e tivemos que ser super rápidas!

Entramos pela frente do Parque e logo colocamos ração nos comedouros...

O Branquinho não agüentou esperar! Subiu no balde de ração e começou o seu almoço sem a menor cerimônia. Deu até pra fotografar ele!

Branquinho atacando o balde de ração

Todos os gatos estavam por ali... esperando a comidinha e se fartaram.

Nem preparamos o Banquete deles. Fomos rapidamente para as outras colônias.
Decidimos voltar depois para fazer o Banquete.

Como entramos pela frente do Parque, a segunda parada foi na colônia transferida.

Assim que os gatos perceberam a nossa chegada, apareceram. Colocamos a ração no comedouro e nos dirigimos para o Reduto da “tia” Sônia.

Todos os gatos correram em nossa direção!

Eles estavam com fome mesmo!

Enchemos os dois comedouros e ainda colocamos um pote grande de ração. São muitos gatos e o comedouro não comporta tantos gatos comendo ao mesmo tempo!

Aí, fomos buscar o Bebê. Ele sempre volta para o isolamento dele. Não deixamos mais ração lá. Ele tem que ir no Reduto pra comer. Mas, como ele não sabia que estávamos na área, fomos buscá-lo.

E tivemos companhia!

Fomos andando e a Filhota foi atrás da gente! Coisa mais amada!

Segundo a Sônia, Filhota está encantada comigo! (e eu com ela, né?)

Levamos um pouquinho de ração para o Bebê (ele devia estar com muita fome também, né?) e a Filhota fez uma “boquinha” com ele.

Bebê no colo e Filhota nos seguindo, voltamos para o Reduto para começar a preparar o Banquete dos pequenos.

Esse foi o momento mágico!

A Filhota, gulosa por causa do banquete, se deixou acariciar por mim... E não foi só por causa da comidinha dessa vez!

Eu e Filhota trocamos carinhos, olhares... Cocei seu pescocinho, suas orelhinhas, passei as mãos pelo corpinho dela... Filhota fechava os olhinhos enquanto eu coçava seu pescoço. Não fez nenhuma menção de fugir de mim!

Vejam o dengo da Filhota!!!!!!!!!!!

Mesmo depois de se fartarem no Banquete, Filhota ficou perto de mim... Ganhou muito carinho... e até beijinhos!

Conhecemos a Filhota desde pequenininha... Isso já tem quase 3 anos... e nunca ela se aproximou da gente espontaneamente.
Uma vez, consegui fazer carinho nela enquanto ela roubava “nacos” do Banquete antes de ser servido... Mas foram carinhos roubados, né?

Filhota com a carinha suja de tatno enfiar a cara no pote de ração úmida... muito linda, né?

Dessa vez, foi diferente... Ela queria os carinhos!

Bem... Estavam todos lá! Bebê, Patynho, Gordo, a absolutíssima Sophie, a Mamãe, a Sialatona, a Sialatinha (ex) Fujona, os pretinhos, a irmã linda da Sialata... E ainda apareceram por lá os Gatinhos do Quiosque...

Patynho


Bebê

Outra foto do Bebê (reparem na patinha afofando o nada)

Sialatona
Gordo

Irmã da Sialatinha
Sialatinha

Os gatinhos do quiosque vieram comer no reduto da "tia Sônia"


Enquanto a farra do Banquete rolava, preparei o Banquete dos gatos da Colônia Transferida.

Banquete

Banquete pronto, fomos levar até lá. Dessa vez, só o Bebê e uma das Gatinhas do Quiosque nos seguiram. Os outros ainda estavam na farra do Banquete.

Sônia, também recebeu (e deu) carinhos... A Gatinha do Quiosque se enroscou na Sônia um tempão, enquanto os gatos da Colônia Transferida se esbaldavam com a comidinha especial.
De repente, a gatinha deu uma ”pegada” na mão da Sônia!! Sônia levou uma dentada e uma bela arranhada na mão! rsrs
E, logo depois, a danada da gata voltou a se enroscar na Sônia!

Banquete II


Antes da mordida

Vai entender os gatos...
Voltamos para o Reduto, com o Bebê nos seguindo (claro).

Era hora de preparar o Banquete dos gatos da Frente do Parque.

A gente prefere preparar os Banquetes no Reduto. Lá tem água perto e um pouco mais de estrutura para fazermos isso.

Juntamos nossas coisas e partimos para a Frente do Parque.

Frente do Parque - as meninas (se bem que Melancia é menino!)

Frente do Parque - os meninos

Ficamos preocupadas com o Bebê... pois ele sempre vai atrás da gente e não seria bom ele nos seguir, né?

Mas ele acabou ficando deitadinho lá mesmo, para nosso alívio! Claro que sabemos que teremos que ir buscá-lo todas as vezes... Mas isso não é nada que não façamos com muito prazer. Ter o Bebê no colo, é sempre muito gostoso!

Chegamos na frente e os gatos estavam esperando o Banquete deles!

Meninas de um lado e meninos do outro...

Melancia (Sônia tem certeza que é macho...), a gatinha da Piometra e a outra tigradinha se fartaram com as gostosuras delas...

Do outro lado, o Branquinho, Júnior e o Tigrão (amigo do Júnior) também devoraram o petisco.

E então, fomos para a Cidade Fantasma. Tínhamos que reabastecer o Cafofo e ver os 3 gatinhos novos, né?

Bem, não vimos os gatinhos novos. Andamos tudo, entramos em todos os cantos e lojas... e nada.

O consumo de ração sugere que uns 9 ou 10 gatos se alimentam lá.

Ficamos um tempão por ali... e nada!

Aproveitei pra fazer umas fotos da divisão da Cidade Fantasma e o Parque, para que vocês entendam porque falamos que eles migram de um lugar para o outro. Não existem barreiras físicas para os gatos. É apenas uma grade de fácil acesso para eles.

A faculdade é separada do parque por essa grade

Quando estávamos indo embora, vimos a Cor de Rosa caminhando em direção ao Cafofo.

Gatinha Cor-de-Rosa (no cantinho direito da foto)
Tigrada Cor- de Rosa em outro ângulo

Estávamos dentro do carro e conseguimos tirar umas fotos dela! Está linda!
Isso valeu por todo o tempo que ficamos lá...

Já na guarita de saída, o segurança nos falou que tinha um gato por ali... e foi nos mostrar...

Em cima do muro, estava a Fera do Buraco... que está virando “arroz de festa” agora, né?
A gente ficava meses sem ver essa gata! Ela também está linda!

A "Fera do Buraco" (que não fica mais no buraco)


Esse foi o nosso dia... Um dia de cada vez...