23 de ago de 2008

Duas notícias em um post!!!!!!!!

Primeira notícia:

Esse mês ficamos muito, mas muito contentes, pois ganhamos 30 quilos de ração premium especial para os nossos gatitos encantados!
A Mariana, que adotou o babycat Robin (atual Feijão), apresentou nosso projeto a um casal de amigos, o Rodrigo e a Bia.

Então, eles resolveram nos ajudar a alimentar nossos bichanos!!!!

Olhem que beleza!!!!!

Segunda notícia:

Ontem, voltamos à faculdade que fica dentro do parque com o objetivo de capturar 2 ou 3 gatos (a veterinária pediu para não trazermos muitos por vez).

Adivinhem quem era a gatinha que queríamos capturar? Claro que a gatinha fujona do post do dia 2 de agosto, não é?

Cheguei lá e me encontrei com a Patricia, que abraçou o projeto conosco e está ajudando, inclusive, a pagar as castrções desses gatinhos da faculdade.

A Patricia estava muito assustada, pois não havia visto a gatinha durante a semana (quando esteve lá, por duas vezes, para colocar ração).

Quando entramos, nos deparamos com uma tricolor que já havíamos visto anteriormente, acompanhada de 4 ou 5 bebês (lindos!!!!!!!!!) de um mês e meio, mais ou menos (não deu para contar direito pois eles se escondiam dentro de um tronco que tem lá).

Como não teríamos onde alojar os bebês (vamos pensar em uma solução para isso), decidimos que era melhor não capturá-la, ainda, pois eles ficariam muito mais expostos.

Então, ficamos procurando os outros gatos, cada uma indo para um canto. De repente escuto um berro: SÔNIA!!!!!! Pronto: sabia que a Patrícia havia encontrado a fujona.

Fui para perto dela e, depois de um tempinho, conseguimos que a gatinha entrasse na caixa de transporte.

Gatinha fujona capturada, parti para mais uma tentativa.

Perto da família felina (mammy e babies) havia um gatão preto (deu para ver que era macho, pois era bem bolotudo).

Peguei um pouco de ração úmida e, pasmem, ele veio lamber meu dedo!!!!!!!!

Percebi que não conseguiria fazer com que ele entrasse na caixa de transporte, pois a caixa é bem curta para que ele colocasse as 4 patas para dentro. Aí, pensei: acho que dá para pegá-lo na mão (por isso, antes de começar o projeto, fui no Posto de Saúde e tomei todas as vacinas necessárias)!!!!!!! Dito e feito: ele se aproximou, fiz carinho, coloquei-o no meu colo e... pimba! Segurei com firmeza pelo cangote, levantei no ar e colocquei dentro da caixa! Simples assim!!!!!! Ele não se debateu, o que tornou a operação mais fácil.

Desculpem, mas não consegui tirar mais fotos. Depois disso, ainda tivemos que organizar espaço no carro para levá-los para a vet, onde serão castrados hoje.

Mais uma vez, agradecemos a todos que acreditaram e tornaram esse projeto viável. Continuamos precisando de contribuições quer seja em dinheiro (para pagarmos as castrações e comprarmos ração), colocando a mão na massa junto conosco ou divulgando nosso trabalho.

Totalizaremos, após a castração desses, 33 gatos do parque castrados - 23 fêmeas e 10 machos além de outros 4 do Barra Sul - 2 fêmeas e 2 machos.

OS GATOS ENCANTADOS AGRADECEM!!!!!!!!!!!!!!

2 de ago de 2008

Voltamos com todos o gás!

Estávamos morrendo de saudades de nossas aventuras no parque. Eu mais ainda, porque devido ao período de término da faculdade e OAB, nem pude ir com a Sônia fazer as ultras.

Mas aqui estamos de volta com as castrações.
Ontem, eu e Sônia saímos da Tijuca às nove e meia da manhã, com ração e quatro caxinhas de transporte. As armadilhas já estavam lá na sala da tia Rô.

Primeiro deixamos a ração, depois fomos tentar capturar a Sandy, mas não deu gente. Quando a encontramos vimos que ela estava com um barigão enoooorme: gravidíssima! Acho que os filhotes devem nascer em uma semana...



Além da Sandy, vimos o melancia (capturado em 17 de maio), o Júnior, vários gatinhos que já foram castrados e estão muuuito bem. Melancia até engordou!


Na semana passada recebemos o contato da Patrícia, ex-aluna da faculdade que tem dentro do parque que atuamos. Ela nos trouxe o problema dos gatos que vivem lá e foi nos encontrar para que juntos pudéssemos ajudá-los. Não podemos dizer que esses gatos não fazem parte do nosso projeto porque eles estão dentro do parque, mas também não temos recursos para castrar todos. Por isso, a Patrícia se comprometeu de, a princípio, arrecadar o valor de quatro castrações.

Gente, vocês não fazem noção de como os gatos da universidade vivem. Eles comem restos de comida em um lixão e ainda por cima dormem em uma espécie de quarto sem teto, ou seja, não estão protegidos da chuva... Tadinhos...

São tão famintos que a captura não demorou nem meia hora. Colocamos comida nas caixinhas e eles entraram numa boa. Daí fechamos a caixa de transporte e pronto!

Capturamos seis gatos, dois em duas caixinhas, sendo que dois filhotes.

Na hora de colocarmos os gatos no carro, uma das caixinhas despencou. O parafuso caiu e nós não notamos. Resultado: uma gata fugiu! Depois do susto que ela passou, claro, que não conseguimos recapturá-la. Os outros gatos, já alimentados a essa altura, também não quiseram entrar.

Então, fomos para Botafogo com cinco gatos mesmo. O que já foi ótimo, né?

Isso mesmo, Botafogo. Mudamos de veterinário. Agora o veterinário que castrará os gatinhos atende em Botafogo, aliás, veterinária. É a dr. Luciana, veterinária recomendadíssima.

Olhem o lugar onde eles estão!



Os seis gatos, nas quatro caixinhas, antes de uma fugir.

Agora a gatinha que fugiu...

Semana que vem nós pegamos ela!!!

Gato(a) escaminha na caixinha.

2 filhotes na caixinha.

2 frajolas na caixinha.